Conecte-se Conosco

TECNOLOGIA

Astrônomos capturam ‘borboleta espacial’ a milhares de anos-luz de distância

Scottie Andrew, da CNN

Publicado

em

A milhares de anos-luz de distância, existe uma “borboleta espacial” colorida com azuis brilhantes e nuvens roxas e vermelhas. É uma imagem nunca vista antes com tantos detalhes.

Nomeada assim por sua semelhança com o formato do inseto, a “borboleta espacial” é na verdade uma nebulosa planetária – uma nuvem gigante de gás que se formou em torno de uma estrela antiga que ainda não explodiu. 

O Very Large Telescope (VLT, em inglês), do Observatório Europeu do Espaço (ESO) e instalado no Chile, capturou recentemente uma imagem vibrante do objeto interestelar.

Ele é conhecido como NGC 2899 (NGC significa New General Catalog, que lista nebulosas e outros corpos astrais como este). Está localizado em algum lugar entre 3 mil e 6,5 mil anos-luz de distância da Terra, na constelação Vela, que é visível no Hemisfério Sul.

A nebulosa planetária não costuma durar muito tempo. A radiação ultravioleta ilumina as conchas de gás ao redor da estrela e faz com que elas brilhem bastante, disse o ESO – mas apenas por alguns milhares de anos antes de se separarem. Essa é uma vida útil relativamente curta em astronomia.

O VLT que capturou a imagem é o “instrumento óptico mais avançado do mundo”, de acordo com o ESO. Com o interferômetro que o acompanha, a ferramenta pode iluminar detalhes 25 vezes menores do que telescópios individuais. 

O telescópio, escondido nas montanhas chilenas, pode ver coisas com intensidade de luz mais de 4 bilhões de vezes mais fracas do que o que o olho humano pode ver.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4552