Conecte-se Conosco

POLÍTICA

Bolsonaro: Queda no cheque especial ajuda a população

Bolsonaro falou sobre a redução dos juros do cheque especial Foto: PR/Alan Santos

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta quinta-feira (28), que a decisão de definir um teto para os juros do cheque especial foi benéfica. O mandatário comentou a decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN), que fixou o percentual máximo em 8% ao mês.

– Qualquer medida que ajuda a população é bem-vinda. O cheque especial é uma crítica há muito tempo. As taxas são abusivas. Quem começou a fazer isso aí foi a Caixa Econômica, tanto é que eu vou abrir uma conta na Caixa – disse.

No dia 14 de novembro, na tradicional live feita por Bolsonaro todas as quintas-feiras, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, já havia comentado a decisão do banco estatal em reduzir a taxa de juros da instituição.

– A gente reduziu para 9% três meses atrás, e nesta quarta-feira (13) a gente fez um outro anúncio matemático: 5% – declarou Pedro.

POLÍTICA

“Não tenho medo de advogado de bandidos”, avisa Damares

Publicado

em

Damares Alves denunciou casos de violência política Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

A ministra Damares Alves usou suas redes sociais, neste domingo (26), para denunciar que tem sido vítima do ódio de homens simplesmente por ela pensar diferente deles. Um exemplo é um advogado conhecido que, em um um grupo de WhatsApp, chamou Damares de aberração.

Junto com o desabafo, ela compartilhou a notícia de que o Ministério Público denunciou o militante político José Renato Andrade por incitar o crime de estupro contra a ministra. Em outubro de 2019, Andrade afirmou que Damares deveria manter relações sexuais com 15 presidiários por pelo menos 24 horas para “sossegar suas partes íntimas”.

Ministério Público denunciou ataque de militante contra ministra Foto: Reprodução

– Conseguem imaginar que no Brasil, em pleno 2020 ainda tem homens que desejam e incitam estupros contra mulheres só por elas pensarem diferentes deles? Fico aqui imaginando o que acontece nos rincões do Brasil com mulheres que não tem acesso a justiça e que são dominadas pelo medo de denunciar. Estou lutando para que em breve tenhamos uma nação fraterna onde as pessoas se respeitem e vamos usar como instrumento a educação em direitos humanos.

Ao final, Damares enviou um recado para o advogado que a chamou de aberração. Ela declarou que essa violência política já passou dos limites.

– O tal advogado famoso me aguarde! Não tenho medo de bandido quanto mais de advogado de bandidos.

Continue lendo

POLÍTICA

Justiça penhora carro de Ciro por indenização a Holiday

Publicado

em

Ex-governador Ciro Gomes Foto: Reprodução

A declaração dada pelo ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, a respeito do vereador Fernando Holiday (DEM-SP), vai custar caro político do PDT. A Justiça de São Paulo determinou a penhora de uma pick-up modelo Toyota Hilux para que ele pague parte da indenização contra Holiday. A informação foi dada pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

A decisão é da juíza Lígia dal Colleto Bueno, da 1ª Vara do Juizado Especial Cível.

Ciro foi condenado, em fevereiro de 2019, por chamar o vereador do DEM de “capitãozinho do mato” durante uma entrevista à Rádio Jovem Pan em junho de 2018. A declaração foi dada após ser questionado sobre seu partido, o PDT, se aliar ao DEM.

– Imagina, esse Fernando Holiday aqui. O capitãozinho do mato, porque é a pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito para estigmatizar, que era o capitão do mato do passado – disse na época.

O político do PDT acabou sendo condenado a pagar R$ 38 mil pela fala.

Ele pretende recorrer da penhora.

Fernando Holiday Foto: Reprodução Instagram
Continue lendo

POLÍTICA

No Pânico, Moro afirma que não quer disputar eleições

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

O ministro Sergio Moro, da pasta da Justiça e Segurança Pública, participou do programa Pânico, na Rádio Jovem Pan, nesta segunda-feira (27). Durante a entrevista, ele reiterou que não tem vontade de disputar eleições, referindo-se a especulações de uma candidatura em 2022.

– Eu não sou filiado a nenhum partido. Quero ficar um pouco longe dessas coisas que não são do meu perfil. Prefiro fazer meu trabalho. Têm vários partidos muito bons, mas eu não tenho essa perspectiva político-partidária, disputar eleições… Não está no meu perfil – declarou.

O ministro se mostrou à vontade e bem-humorado no programa, fazendo piada ao ser questionado, em tom de brincadeira, sobre a aplicação do Código de Hamurabi no Brasil.

– Fizemos uma pesquisa de opinião e constatou-se que não há suficientes cimitarras (espada curva) para a aplicação da lei – respondeu, rindo.

Mesmo bem-humorado, ele falou de seu trabalho no combate à corrupção e foi claro sobre o que defende.

– Corrupção, crime organizado e criminalidade violenta. Minha pauta é essa. E se combate isso acabando com a impunidade. Eu não acredito que tem que soltar condenados da prisão. Claro que a superlotação é um problema, mas o que eu acredito é que você tem que combater a criminalidade – explicou.

Ministro Sergio Moro dá entrevista ao programa Pânico Foto: Reprodução

JUIZ DE GARANTIAS
Moro voltou a criticar a aprovação do juiz de garantias e a elogiar a suspensão pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux.

– Tudo bem, você quer mudar o sistema? Muda o sistema, mas tem que ser algo pensado. Eu falei com uns parlamentares (…) E não tem mais a ver comigo, com a Lava Jato. Eu não sou mais juiz, eu não estou mais lá (…) Você não pode aprovar, com todo o respeito à Câmara, que fez isso, uma legislação que mude tanto o processo penal sem fazer isso com segurança. Então tem que ter planejamento – reiterou.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital