Conecte-se Conosco

TECNOLOGIA

Brasil, Bolsonaro, Lula… veja os termos mais tuitados pelos políticos

Foto: Reprodução / Fonte: Correio Braziliense

Publicado

em

Quais são os temas que mais preocupam os políticos brasileiros? Para chegar à resposta, o Correio analisou mais de 19 mil publicações de 22 políticos (veja a lista de nomes ao fim da matéria) no Twitter, postadas entre 1º de janeiro e o fim de setembro. Brasil, governo, educação, previdência, meio ambiente, Bolsonaro, Lula, Moro… Essas são algumas das palavras usadas com mais frequência em 2019 pelas personalidades analisadas (imagem acima). 

Para especialistas, esses termos refletem bem o cenário político atual e são coerentes com a atuação de cada político. O presidente da República, por exemplo,usa bastante as palavras “Brasil”, “governo”, “país” e “economia”. Para o cientista político Cristiano Noronha, isso indica que a estratégia de comunicação de Jair Bolsonaro está voltada para a divulgação das medidas adotadas pelo pesselista e seus ministros. 

O nome Bolsonaro, aliás, é muito mencionado tanto pela situação quanto pela oposição. Os filhos CarlosEduardo Flávio usam os perfis virtuais, com frequência, para defender as medidas e o governo do pai. “Apesar de ser vereador do Rio de Janeiro, Carlos tem usado o Twitter por questões nacionais e de crítica à oposição, o que gera bastante repercussão”, aponta Noronha. 

Um dado curioso é que os filhos do presidente mencionam mais os partidos de oposição — PTPSol e PCdoB — do que o PSL PSC, legendas das quais fazem parte. Para o cientista político Lucio Rennó, esse resultado indica, na verdade, que, quando falam do campo político deles, os três preferem se referir ao Bolsonaro do que ao partido.

“Já quando falam dos adversários, não falam do Lula, falam dos partidos. Tem algo de muito personalista na retórica deles. No linguajar deles, a polarização é ente Bolsonaro, a figura, e os partidos [PT, Psol e PCdoB]”, analisa o especialista.

Por falar em oposição

Bolsonaro está na boca do povo — e nos dedos da oposição. Os adversários políticos do presidente o mencionam com frequência no Twitter, conforme mostra o levantamento. Cristiano Noronha explica que essa postura é natural. “O objetivo é manter o clima polarizado”, explica. 

Fernando Haddad, candidato derrotado do PT à Presidência em 2018, é um dos que continua se opondo ao atual governo nas redes sociais. O ex-prefeiro de São Paulo, argumenta Noronha, pode ter como objetivo manter acesa a contraposição pensando no cenário eleitoral de 2022, quando Haddad pode voltar a se candidatar.

Já Guilherme Boulos, nome do PSol nas últimas eleições, foca agora na pauta previdenciária. Marina Silva é quem puxa a pauta ambiental. O Twitter de Lula, gerenciado pela equipe do petista, foca a campanha pela liberdade do ex-presidente e contém também ataques ao atual ministro da Justiça, Sergio Moro.

Foram selecionados políticos que têm ou tiveram destaque no cenário nacional em 2018 e 2019 e com forte presença nas redes sociais:

  • Cabo Daciolo (deputado federal, Avante-RJ)
  • Carlos Bolsonaro (vereador, PSC-RJ)
  • Ciro Gomes (PDT)
  • David Miranda (deputado federal, PSOL-RJ)
  • Eduardo Bolsonaro (deputado federal, PSL-SP)
  • Fernando Haddad (PT)
  • Flavio Bolsonaro (senador, PSL-RJ)
  • Geraldo Alckmin (PSDB)
  • Guilherme Boulos (PSOL)
  • Henrique Meirelles (MDB)
  • Jair Bolsonaro (presidente da República, PSL)
  • João Amoêdo (Novo)
  • João Doria (governador de São Paulo, PSDB)
  • Joice Hasselmann (deputada federal, PSL-SP)
  • Kim Kataguiri (deputado federal, DEM-SP)
  • Luciana Genro (deputada estadual, PSOL-RS)
  • Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
  • Manuela D’Ávila (PCdoB)
  • Marina Silva (Rede)
  • Rodrigo Maia (presidente da Câmara dos Deputados, DEM-RJ)
  • Sergio Moro (ministro da Justiça)
  • Tabata Amaral (deputada federal, PDT-SP)
  • Túlio Gadêlha (deputado federal, PDT-PE)
Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital