Conecte-se Conosco

Sem categoria

Candidata dorme eleita e acorda na suplência

Publicado

em

Com mais de 180 mil votos, Edmilson Rodrigues (PSOL) foi o deputado federal mais votado no Estado do Pará

Da Redação/ com Franssinete Florenzano, do blog Uruatapera

Como já é fato folclórico em eleições para cargos proporcionais, ontem (segund-feira 8) teve candidata que dormiu eleita e amanheceu suplente. Trata-se da deputada federal Júlia Marinho, esposa do vice-governador e senador eleito Zequinha Marinho(PSC). Feitas as contas, por doze votos o mandato caiu no colo do deputado estadual Eduardo Costa(PTB), que em 2019 passará à Câmara Federal.

Uma surpresa foi o deputado federal Arnaldo Jordy (PPS), com um eleitorado sólido ao longo de muitos mandatos, e que não foi eleito. Da mesma forma, o senador Flexa Ribeiro (PSDB). Por sua vez, o vereador Dr. Daniel (PSDB), presidente da Câmara de Ananindeua, do qual poucos observadores políticos tinham ouvido falar, foi disparado o mais votado para a Alepa, onde a renovação foi de mais da metade de sua composição (53,65%). Dos 41, só 19 estão reeleitos. Também aumentou a chamada “bancada do batom”. Das três deputadas atuais, no ano que vem serão dez.

As abstenções se mantiveram no patamar das últimas eleições (19,95%), significando que mais de um milhão (exatos 1.096.978) de pessoas não votaram. Somados aos votos em branco (145.732) e nulos (426.403), é um baita eleitorado que agora pode definir o pleito.

Fica a imagem do Ibope arranhada pelos seguidos erros nas suas pesquisas eleitorais, e consolidada a credibilidade da Doxa, dirigida por Dornélio Silva, que mais uma vez foi o único instituto a acertar suas projeções numa eleição que evidenciou o poder das redes sociais. No Pará, blogs como “As Falas da Pólis”, “Ver-O-Fato”, “Hiroshi Bogéa”, “Blog do Branco”, “Espaço Aberto”, “Zé DudU, “João Carlos”, “Jeso Carneiro” e tantos outros – inclusive este, modéstia à parte – fizeram a diferença, socializando informações da maior importância, em cima do lance, como se diz no jargão esportivo.

O destaque realmente foi o deputado Edmilson Rodrigues (PSOL), que se reelegeu com a maior votação entre os 17, fruto da sua atuação impecável, combativa e sempre em defesa dos mais humildades e do Estado do Pará

Veja os deputados federais eleitos:

Airton Faleiro (PT)
Beto Faro (PT)
Cássio Andrade (PSB)
Celso Sabino (PSDB)
Cristiano Vale (PR)
Delegado Éder Mauro (PSD)
Edmilson Rodrigues (PSOL)
Elcione (MDB)
Hélio Leite (DEM)
Joaquim Passarinho (PSD)
Julia Marinho (PSC)
Júnior Ferrari (PSD)
Nilson Pinto (PSDB)
Olival Marques (DEM)
Paulo Bengtson (PTB)
Priante (MDB)
Vavá Martins (PRB)

 

Continue lendo
Clique para comentar

Sem categoria

13 dos 20 maiores vilões da Amazônia são do Pará

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

No olho do furacão dos noticiários (ruins) ultimamente, a Amazônia tem no Pará os maiores redutos acumulados de desmatamento em nível municipal. Quem diz é o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que acaba de soltar números consolidados de desmatamento acumulado em 2018, por meio do monitoramento do Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (Prodes).

Nesta segunda-feira (9), o Blog do Zé Dudu acessou os números finais do Prodes e constatou que, entre os 20 municípios que historicamente mais desmataram na Amazônia Legal em números absolutos, 13 são paraenses. O campeão, inclusive, fica aqui no estado: São Félix no Xingu, que também é campeão nacional em rebanho bovino. São Félix já colocou no chão 18,7 mil quilômetros quadrados de vegetação nativa, o equivalente a derrubar 12 cidades e meia do tamanho de São Paulo — a maior das Américas — só de floresta.

Ainda restam 58,9 mil quilômetros quadrados de mata no município sul-paraense, área do tamanho do estado da Paraíba, mas que somem a uma velocidade média de 294 quilômetros por ano — é como se seis cidades e meia do tamanho de Parauapebas, só de mata nativa onde o homem não pisou, sumissem dentro do mapa de São Félix do Xingu todo ano.

Outros lamentavelmente líderes em desmatamento no Pará são Altamira (9,2 mil quilômetros quadrados de floresta derrubados, 3º lugar), Paragominas (8,8 mil, 4º), Marabá (8,7 mil, 5º) e Novo Repartimento (8 mil, 6º lugar). Em termos proporcionais, contudo, os municípios que mais ficaram “pelados” foram os maranhenses Santa Luzia e Açailândia, onde respectivamente 92% e 91,4% da cobertura original de vegetação foram parar no chão.

Entre os paraenses líderes em desmatamento, Rondon do Pará (67,6%) e Itupiranga (62,2%) possuem as maiores taxas de perda de vegetação. Veja o ranking elaborado pelo Blog do Zé Dudu com base em números municipais liberados pelo Inpe. Vale observar que a soma dos percentuais não totaliza 100% porque há áreas de rios, de espaços não florestais e de nuvens captadas pelos satélites do Prodes que interferem nos resultados.

Continue lendo

POLÍTICA

Bolsonaro passa por nova cirurgia para correção de hérnia

Publicado

em

Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil São Paulo/Edição: Aécio Amado

A cirurgia para retirada de uma hérnia incisional do presidente Jair Bolsonaro teve início por volta das 7h de hoje (8). O procedimento ocorre no Hospital Vila Nova Star, na capital paulista.

De acordo com o médico André Luiz de Vasconcellos Macedo, mesmo cirurgião que comandou as duas operações anteriores, realizadas no Hospital Albert Einstein em São Paulo. A intervenção deste domingo é mais simples e deve durar cerca de três horas.

O procedimento de hoje é o quarto. Anteriormente, o presidente passou por três cirurgias, uma delas na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, no dia 6 de setembro do ano passado, logo após sofrer uma facada durante um ato de campanha eleitoral na cidade mineira.

Bolsonaro deve se licenciar do cargo por cinco dias, segundo informou o Palácio do Planalto. Ele deu entrada no hospital na noite de ontem (8). A previsão é que o presidente retome o cargo ainda no hospital, mas somente após um período inicial de recuperação. Ao todo, ele deve permanecer internado por até dez dias.

O filho Carlos Bolsonaro, vereador carioca, passou a noite com o pai. Pouco antes das 7h, horário previsto para início da cirurgia, o outro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chegou ao hospital. O presidente também é acompanhado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Continue lendo

DIREITO & JUSTIÇA

Justiça Justiça concede liminar que impede apreensão de livro na Bienal do Rio

Publicado

em

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

O desembargador da 5a. Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, Heleno Pereira Nunes, concedeu liminar agora à noite à Bienal do Livro, impedindo que a prefeitura do Rio realize o recolhimento de livros de qualquer conteúdo em exposição e venda na feira literária. Na decisão, o magistrado escreveu: “Desta forma, concede-se a medida liminar para compelir as autoridades impetradas [prefeitura do Rio] a se absterem de buscar e apreender obras em função do seu conteúdo, notadamente aquelas que tratam do homotransexualismo”.

O desembargador escreveu  na decisão que a medida se estende também ao funcionamento pleno da Bienal do Livro. “Concede-se a liminar, igualmente, para compelir as autoridades impetradas a se absterem de cassar a licença para a Bienal, em decorrência dos fatos veiculados nesta decisão”.

Entenda o caso

mandado de segurança impetrado pela Bienal na Justiça é contra decisão anunciada ontem (5) pelo prefeito Marcelo Crivella, que determinou que os organizadores do evento recolhessem o livro Os Vingadores, a Cruzada das Crianças. Segundo Crivella, a publicação traz conteúdo imprório para menores. “Livros assim precisam estar embalados em plástico preto e lacrado, informando o conteúdo. Desta forma, a prefeitura do Rio está protegendo os menores de nossa cidade”, diz a nota do prefeito.

Escrito há dois anos por Allan Heinberg e Jim Chang, o livro traz uma ilustração de dois homens se beijando.

Hoje, a prefeitura do Rio distribuiu nota para informar que a notificação visa a adequar obras expostas na feira aos artigos 74 a 80 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O Artigo 78 do ECA diz que “as revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes deverão ser comercializadas em embalagem lacrada, com a advertência de seu conteúdo”.

“No caso em questão, a prefeitura entendeu inadequado, de acordo com o ECA, que uma obra de super-heróis apresente e ilustre o tema do homossexualismo [homossexualidade] a adolescentes e crianças, inclusive menores de dez anos, sem que se avise antes qual seja o seu conteúdo”, diz a nota.

A prefeitura alega também que houve reclamação de frequentadores da feira: “A obra estava lacrada. Não havia, porém, uma advertência neste sentido, para que as pessoas fizessem sua livre opção de consumir obra artística de super-heróis retratados de forma diversa da esperada. Houve reclamação de frequentadores da feira, que têm direito à livre opinião e opção quanto ao conteúdo de leitura de filhos e adolescentes, pessoas em formação”.

Continue lendo

Destaque