Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Concurso Ibama 2020: 2.054 vagas podem ser garantidas pela justiça

Caso confirmado o concurso, oportunidades serão para cargos a níveis médio e superior. Remunerações iniciais chegam a R$ 8 mil.

Foto: Reprodução / Fonte: Edital Concursos Brasil

Publicado

em

Ministério Público Federal (MPF) enviou, em setembro de 2019, uma recomendação ao Governo Federal solicitando a autorização do novo concurso Ibama. Até o momento, a seleção não recebeu autorização do Ministério da Economia. Conforme ocorreu com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), há possibilidade do caso correr na esfera judicial.

Caso concretizada a previsão, a Justiça poderá determinar a abertura de concurso Ibama 2020 para cargos efetivos. De acordo com o MPF, mais de quatro meses após ser feita a recomendação e cerca de três após a negativa do Ministério, ainda não há nenhuma ação judicial sobre o tema.

Enquanto o tema segue sem concretizações, desde 2016 tramita o inquérito civil que analisa o alto déficit de pessoal no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama). O documento apura, ainda, as respectivas dificuldades no desempenho das atribuições e fiscalização no órgão.

De acordo com o departamento da Assessoria de Imprensa do Ministério da Economia, o documento encaminhado ao MPF defende limitações fiscais e orçamentárias. Os problemas mencionados seriam os principais motivos justificados pelo Governo para realização e abertura do certame.

Quanto ao inquérito, a última movimentação aconteceu no dia 2 de dezembro de 2019. Já o processo que solicita o concurso está parado desde outubro. O último se refere à Recomendação nº 7 de 2019 e estará parado desde outubro.

Recomendação do MPF

De acordo com a recomendação do MPF, a União, por meio do Ministério da Economia, deveria autorizar o concurso Ibama no prazo de 30 dias. Isso deveria ser concretizado para reposição da força de trabalho. Também sugeriu que a posse dos aprovados não deveria ultrapassar 180 dias.

A recomendação também defendia que no caso de autorização, o concurso Ibama deveria oferecer vagas suficientes para suprir todo o déficit. No entanto, naquela época, a vacância já ultrapassava 2 mil servidores em todo o Brasil. Sem contar que a seleção também deveria formar cadastro reserva. O intuito era que mais pessoas fossem convocadas além daquelas aprovadas inicialmente.

Concurso Ibama 2020

De acordo com o último pedido de concurso enviado pelo Ibama ao Governo Federal, foi solicitada a abertura de certame para provimento de 2.054 vagas. Oportunidades são para cargos de níveis médio e superior. Do total, 847 vagas para cargos de técnicos administrativos (nível médio); 313 para analistas administrativos e 894 para analistas ambientais. As duas últimas carreiras são para nível superior.

Quanto às remunerações iniciais, para técnicos chega R$ 4.063,34; e R$ 8.547,64, para analistas. Valores são compostos pelo vencimento básico e auxílio-alimentação (R$ 458). Para técnicos, é acrescido um valor de R$ 1.382,40, que corresponde à Gratificação de Desempenho.

Atualmente, o quadro do Ibama tem 5.462 cargos, 2.151 estão vagos. Dados do órgão apontam que de janeiro a agosto de 2019 houve uma redução de 28,59% no quantitativo de autuações ambientais, isso acontece, justamente, pela falta de efetivo. Já não bastasse o déficit, também há um crescente número de profissionais que poderão requerer aposentadoria em breve.

Últimos concursos Ibama

Os últimos concursos para preenchimento de pessoal do Ibama foram realizados em 2012, 2013 e 2014. As seleções foram, respectivamente, para os cargos de técnico administrativo, analista ambiental e analista administrativo. Tais dados aumentam a necessidade de realização do concurso Ibama 2020, já que não acontece há muitos anos.

Os três processos foram organizados pelo Cebraspe. As etapas de seleção compreenderam de prova objetiva, que conteve 120 questões. Do total de questões, 50 foram de Conhecimentos Básicos; as outras 70 de Conhecimentos Específicos. A única seleção que não houve prova de redação foi para o cargo de analista.

BRASIL GERAL

Sobe para 5 o número de recapturados após fuga de presídio no Paraguai

Publicado

em

Foto: Cassiano Rolim/RPC / Fonte: G1

O número de presos recapturados após a fuga do presídio regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, subiu para cinco. Quatro homens foram recapturados do lado paraguaio da fronteira e um no brasileiro. As buscas continuam na região.

Os 76 presos escaparam na madrugada de domingo (20), possivelmente por um túnel, do presídio de Pedro Juan Caballero, que é uma cidade vizinha de Ponta Porã (Mato Grosso do Sul). Entre os fugitivos, 40 são brasileiros e 36 são paraguaios. Segundo o ministério da Justiça do Paraguai, eles são integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A prisão dos paraguaios Ronald Francisco Brítez López, Orlando Manuel Torres Verón e José Enrique Ullón Duarte aconteceu por volta de 23h30 (horário local) de segunda-feira (20) na cidade paraguaia de Concepción. Eles foram transferidos para Amambay, sede das investigações, de acordo com informações do “ABC Color”.

Na segunda-feira, as autoridades paraguaias já tinham anunciado a prisão do também paraguaio Sabio Darío González Figueredo, que cumpria pena por roubo, estava escondido em uma casa no bairro de San Juan, próxima à penitenciária.

Horas antes, um fugitivo brasileiro tinha sido recapturado em Ponta Porã pelo Departamento de Operações da Fronteira (DOF). De acordo com o DOF, ele tem 30 anos, é de Imperatriz (MA) e cumpria pena no presídio regional por tráfico de drogas há quatro anos.

Na lista de foragidos divulgada pelo Ministério da Justiça do Paraguai estão o brasileiro Timóteo Ferreira, apontado como líder da facção dentro do presídio. Também estão seis supostos integrantes do grupo de matadores de aluguel “Minotauro”, ligado ao narcotráfico. Eles atuam na fronteira e na semana passada buscavam deixar a prisão com uma ordem judicial.

Fuga

Desde domingo, as autoridades mobilizaram as forças de segurança tanto no Paraguai como no Brasil. Três carros que teriam sido usados na fuga foram encontrados do lado brasileiro da fronteira.

De acordo com a polícia, os detentos saíram por um túnel cavado a partir do banheiro de uma das celas, que ficava no piso inferior do presídio. Porém, de acordo com a imprensa paraguaia, existe a suspeita de que presos tenham deixado a cadeia aos poucos ao longo da semana pelo portão da frente.

As autoridades paraguaias buscam esclarecer se houve algum tipo de colaboração da parte dos funcionários do presídio. Por isso, o diretor do presídio e 30 agentes carcerários e de segurança foram detidos e levados para prestar depoimento no Ministério Público do Paraguai. Porém, eles não se pronunciaram a respeito da fuga.

Crise na segurança

Ainda no domingo, a ministra da Justiça, Cecilia Perez, afirmou que sua pasta denunciou ao Ministério Público um suposto plano de fuga e pagamento de 80 mil dólares (mais de R$ 330 mil) por parte de integrantes da facção criminosa para os funcionários do presídio de Pedro Juan Caballero, de acordo com o jornal “La Nación”. Ela chegou a colocar seu cargo à disposição, mas o presidente Mario Abdo Benitez não aceitou.

Na segunda, o vice-ministro de Política Criminal do Paraguai, Hugo Volpe, renunciou por causa de suspeitas de corrupção.

Uma investigação feita por autoridades brasileiras apontam indícios de que fiscais e representantes do ministério público paraguaio estariam envolvidos em um esquema de corrupção, mas não está claro se o esquema estaria relacionado com a fuga de domingo.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Movimento na web ajuda mulheres que têm vergonha de expor o corpo em público a curtir o verão

Publicado

em

Fonte: Globo Foto: Reproducão

Movimentos Body Positive e Body Neutrality ajudam mulheres a curtir o verão sem vergonha do corpo.

Você é do tipo que vai à praia ou piscina de biquíni, numa boa, não tem o menor problema em expor o corpo? Ou você morre de vergonha e é capaz de perder um programa, para não se sentir desconfortável? A boa notícia é que vem crescendo nas redes sociais um movimento que está ajudando muita gente a se aceitar e parar de se importar com a opinião dos outros.

Parte disso é graças ao movimento Body Positive ou Positividade Corporal, que surgiu nos Estados Unidos e que significa ter um olhar amoroso sobre o seu corpo do jeito que ele é.

“Não é apologia à obesidade, é apologia a você ser livre. Em nenhum momento, quando a gente fala de você aceitar o seu corpo do jeito que ele é, se fala sobre você comer só fast food ou ‘não faça exercícios’, muito pelo contrário”, conta Alexandra Gurgel, responsável pelo perfil @alexandrismos no Instagram. Ela criou um passo a passo de como mulheres podem voltar a usar biquíni e viralizou.

Na esteira do Body Positive, surgiu também o Body Neutrality ou Neutralidade Corporal, onde a ideia é: se você não amar o seu corpo, tudo bem, não precisa. Mas não o odeie, aparência não é tudo. O Fantástico também ouviu Joana Canabrava e Carla Lemos, do @paposobreautoestima. Joana acrescenta: “A gente está se comparando, sofrendo e adoecendo em busca de um corpo que não existe porque ele foi feito na pós-edição em muitos casos.”

View this post on Instagram

“O corpo feminino é objeto histórico de comentários. Está magra demais. Não cansa de tirar fotos pelada. Está gorda e tem uma coragem enorme de se mostrar. Parece um homem de tanto que malha, entre outros. Corpos femininos são objeto da cirurgia plástica, da arte, da religião, da moda, mercado de consumo. Existem modelos hegemônicos de corpos femininos e corpos que “insistem” em desviar desse padrão. O corpo é o que somos? Com certeza. Mas é também o que nos escapa, o que transcende e que é objetificado e deixa de nos pertencer. • (…) Vejo mulheres lindas (eu considero todas as mulheres lindas) buscando padrões inalcançáveis. E vejo também todo um tribunal de julgamentos pelas fotos postadas nas redes sociais. Nossos corpos são um lugar pelo qual deveríamos nos comunicar com o outro, e o outro conosco. E quando o outro valoriza padrões de corpos, ele nos comunica. Comunica que somos incompletas, insuficientes e nem a estrela da novela basta, quando ela decide mandar no próprio corpo. • Será que realmente a culpa da nossa baixa autoestima é das redes sociais? Será que é da vida líquida? Ou será que é dessa sensação de insatisfação gerada por padrões alcançados por poucos e a custa de muita saúde mental. Será que responsabilizar as tecnologias não é mais fácil do que olhar para dentro de nós e ver que parte nos cabe na construção de uma sociedade mais afetiva? • Se entendo que meu corpo, público e privado, é um conjunto de signos, produto de representações posso também utilizá-lo como forma de manifestação, um ato político de me conhecer e de dizer quem sou eu. Muito prazer, mulher em construção, ponto de ebulição, se prepara para segurar essa pressão.” • Como por aqui os dias foram de muita loucura, pegamos trechos do texto de @carla.pepe75 para nosso blog, para enriquecer mais ainda os conteúdos dessa semana aqui no #paposobreautoestima | até porque o que não faltam são nossos textões sobre isso!

A post shared by PAPO SOBRE AUTOESTIMA (@paposobreautoestima) on

Com a ajuda das meninas, a escritora Fabiana topou o desafio de ir à praia pela primeira vez em muito tempo. De biquíni. “Eu tenho uma filha de 4 anos e foi mais ou menos esse o período que eu deixei de vir à praia porque foi quando ganhei muito peso. E ela veio à praia pouquíssimas vezes comigo. Isso me deixa muito chateada porque fui uma criança que frequentei a praia desde sempre e tirei isso dela por causa da minha insegurança”, desabafa Fabiana.

Continue lendo

BRASIL GERAL

‘Vi o olhar do demônio’, diz corretora agredida por modelo em restaurante de luxo em SP

Publicado

em

'Vi o olhar do demônio', diz corretora agredida por modelo em restaurante de luxo em SP Fonte: G1 Foto: Reproduçao

Milka Borges fez duas cirurgias e levou 90 pontos no rosto. Vídeos mostram a modelo Fernanda Bonito brigando com uma outra mulher, numa casa noturna de São Paulo, em 2016.

Uma confusão num restaurante de luxo em São Paulo quase termina em tragédia. Segundo testemunhas, uma modelo tentou furar a fila do banheiro. Descontrolada, ela atacou uma mulher com um copo de vidro. A vítima ficou com o rosto desfigurado. Ela recebeu o Fantástico e falou sobre a agressão brutal que sofreu.

Era sábado, 11 de janeiro passado. A corretora Milka Borges nunca imaginou que sairia de um restaurante com o rosto todo machucado por causa de uma agressão: “Eu vi o olhar do demônio ali, querendo acabar com a minha vida”.

Ela recebeu a equipe do Fantástico na quinta-feira passada. “ tomando muitos remédios para que isso seja dissolvido, fazendo drenagens”.

A agressora é a modelo Fernanda Bonito, de 27 anos. Milka estava na fila do banheiro do restaurante quando Fernanda apareceu. “Ela empurrando todas as cabines para ver se tinha alguma solta, livre. Todas alertaram. “Estão ocupado todos os banheiros. Tem uma fila, moça”, conta Milka.

A enfermeira Danielle Bezerra, que não conhecia Milka nem Fernanda, também estava no banheiro: “As meninas começaram a questioná-la: “Poxa, você está furando fila’. Ela começou a falar que não ia esperar fila, que ela era dona do estabelecimento. A Fernanda estava alterada. Estava visivelmente bêbada”.

Fernanda é namorada de Rodrigo Lima, um dos sócios do restaurante. O nome dele aparece no registro da junta comercial de São Paulo.

Milka fez duas cirurgias e levou 90 pontos no rosto.

Em nota, o restaurante informou que “os funcionários atuaram para acalmar os ânimos, bem como oferecer assistência inicial à Milka, para conduzi-la ao hospital. Disse ainda que “Fernanda Bonito não é sócia do negócio e deverá responder pela consequência de seus atos”.

Vídeos mostram a modelo brigando com uma outra mulher, numa casa noturna de São Paulo, em 2016. O motivo: Fernanda também teria tentado furar a fila do banheiro. Nesse caso, a vítima não prestou queixa.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital