Conecte-se Conosco

MARAJÓ

Detentos são transferidos após interdição parcial do presídio de Breves, no Marajó

Fonte/Foto: Portal Marajo

Publicado

em

A Polícia Civil fez uma operação para transferir presos no Marajó. A ação, concluída na quinta-feira (31), visa diminuir o transtorno que as unidades do Marajó Ocidental vêm enfrentado por conta da interdição parcial do presídio de Breves, o que ocasiona a superlotação e permanência por longo período de presos nas delegacias.

A operação iniciou na terça-feira (29), com a vinda da embarcação “André Luiz” para o município de Portel, tendo como destino a cidade de Breves e posteriormente Belém e ocorreu nas unidades policiais da Regional do Marajó ocidental. Na operação foi empregada cerca de 20 policiais, dentre estes, civis e militares, além da equipe da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), que ficou responsável pela recepção dos presos em Belém.

A ação foi coordenada pela Diretoria de Polícia do Interior (DPI), sob comando do titular da (DPI), delegado José Humberto Melo Junior. A ação foi realizada pela equipe policial da Seccional de Marabá, sob comando do delegado Thiago Carneiro, juntamente com a Superintendência Regional do Sudeste do Pará, sob comando da delegada Vanessa Macedo e contou com o apoio da Policia Militar.


Segundo a delegada Vanessa Macedo titular da Superintendência Regional do Marajó Ocidental, no mesmo dia foi encaminhado uma equipe de policiais de breves para viabilizar a escolta aos presos. Já no início da manhã de quarta-feira (30), foram embarcados 15 presos e uma mulher que estavam custodiados na Delegacia de Portel, ao mesmo tempo, uma equipe de policiais civis e militares do município de Gurupa trouxeram 05 presos da delegacia daquele município em uma lancha, tendo como finalidade a cidade de Breves e, assim, embarcarem na embarcação “André Luiz” e posteriormente seguirem para Belém, explica.

“Chegando ao local a embarcação teve que aguardar a chegada dos presos de Gurupá, pois a primeira lancha que seria utilizada na escolta apresentou problemas mecânicos e necessitou ser trocada. As 15 horas foi possível a saída da embarcação André Luiz, contendo os 20 presos. O comboio ainda fez parada no município de Curralinho, para fins de viabilizar a escolta de mais um preso” enfatiza.
Conta a delegada, que foi necessário que a embarcação aguardasse, para que a maresia da “Baía do Marajó” acalmasse, para preservar a segurança dos presos e policiais, motivo pelo qual a chegada em Belém ocorreu aproximadamente as 6 horas de quinta-feira (31), onde a equipe da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), já estava de prontidão para fazer a distribuição dos presos por diversas casas penais, contando com o apoio de um ônibus, finaliza.

MARAJÓ

Motociclistas ficam feridas ao bater búfalo em estrada no Marajó

Publicado

em

Fonte/Foto: Portal Marajó

Duas mulheres sofreram um acidente após colidirem com um búfalo, na PA-154, na noite desta sexta-feira (17). A rodovia fica localizada na Vila de Retiro Grande, município de Cachoeira do Arari, no arquipélago do Marajó.

Marilene e Roseli estavam de moto quando foram surpreendidas pelo búfalo, que atravessou a via e por conta da má iluminação, não conseguiram evitar a colisão com o animal, caindo assim as duas do veículo. Moradores da área acionaram a Polícia Militar (PM) para verificar a situação.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado pelos PMs para fazer o resgate das vítimas, que foram levadas para o hospital de Cachoeira do Arari. Ainda durante os atendimentos emergências, foi identificado que as mulheres sofreram diversas esfoliações pelo corpo, além de deslocamentos nas articulações dos ombros e pulsos.

Continue lendo

MARAJÓ

Embaixador do Marajó, Madson Santos, parabeniza Soure com belas imagens

Publicado

em

Fonte: Extradopara

Lindas imagens e uma mensagem de amor à cidade  de Soure. Este foi o agradecimento feito pelo sourense Madson Santos, conhecido nas redes como o Embaixador do Marajó, ao comemorar os 161 anos da cidade onde nasceu, data comemorada ontem (20) com uma vasta programação cultural e política no município.

Madson, reconhecidamente um grande representante da cultura marajoara, usou suas redes sociais para parabenizar e promover as belezas naturais do município e região, reafirmando ser um embaixador nato em se tratando da “Pérola do Marajó.

Confira a mensagem:

Soure aquele abraço! Parabéns Soure, cidade do Marajó que eu tenho muito orgulho de ter nascido, cidade de cultura, história tão rica e povo acolhedor. Soure de tantas belezas que encanta a todos, moradores e visitantes. Viva Soure pelos 161 anos de emancipação!👏🏼👏🏼👏🏼 Fotos: @pc_foto e @luhcosta_fotografia

Continue lendo

MARAJÓ

Exclusivo: Salvaterra é a cidade mais segura do Estado do Pará

Publicado

em

Texto: Ettiene Angelim/Fotos: Agência Pará e Extradopara.com

Os dados da Polícia Militar do Estado do Pará referentes ao ano de 2019 apontam o município de Salvaterra como a cidade mais segura do Estado do Pará. A informação é do coronel Hugo Regateiro, Comandante Policiamento Regional do Marajó Oriental – CPR XI, que engloba os municípios de Salvaterra, Soure, Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Ponta de Pedras e Muaná.

“Em 2019, os homicídios na região do CPR XI baixaram de 16 para dez, uma baixa expressiva, e de roubo baixamos aproximadamente 20% em todo o município. É o menor número desde 2012. Nosso índice do risco de morte por homicídio aqui é de seis pessoas a cada mil habitantes. Tem municípios do Pará que chegam a 78. A média da Região Metropolitana é 29, então a gente está muito abaixo da média. Seis é um número europeu”, afirma o coronel, que compara os índices de Salvaterra com os de Portugal, também de seis para mil.

De acordo com o comandante, em 2019 a PM realizou na região realizou mais de 44 mil abordagens. No segundo semestre, o CPR XI realizou 55 apreensões de drogas 15 de armas de  fogo, 34 armas brancas – o que pode ter evitado outros assaltos ou roubos, além de quase 50 veículos recuperados, fruto dessa quantidade enorme de abordagens. São muitas as barreiras vistas na região e o foco é na apreensão de veículos roubados. Quase todo crime cometido aqui é sobre motos. E o cara quando vai assaltar ele pega uma moto cabrito, que ele vai largar em qualquer lugar”.

Sobre as abordagens policiais, Regateiro  pede a colaboração da comunidade para que continuem ocorrendo de forma pacífica, pois são necessárias para que a PM possa realizar um trabalho efetivo de prevenção e combate ao crime.

Segundo ele, “a revista não é uma sensação boa, mas a gente tenta transformar essa situação em algo menos traumático. Esperamos que o nosso pessoal chegue com educação e que a população também responda a abordagem com educação, porque estar meio-dia no sol também não é agradável para quem está trabalhando”.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital