Conecte-se Conosco

MUNDO

EUA anunciam que aplicarão sanções contra Irã e Nicolás Maduro

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, diante de integrantes das Forças Armadas e da Defesa Aérea do país durante encontro em Teerã neste sábado (8); atrás dele, é possível ver um retrato do líder da Revolução Islâmica, aiatolá Khomeini — Foto: AP

Publicado

em

O presidente Donald Trump assinou um decreto que autoriza ‘severas sanções econômicas contra qualquer país, empresa ou pessoa que contribua para o fornecimento, venda ou transferência de armas convencionais para a República Islâmica do Irã’.

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (21) medidas punitivas contra o ministério da Defesa do Irã que atingem também fornecedores de armas ao regime iraniano –entre elas, o líder da Venezuela, Nicolás Maduro.

O presidente Donald Trump assinou um decreto que autoriza “severas sanções econômicas contra qualquer país, empresa ou pessoa que contribua para o fornecimento, venda ou transferência de armas convencionais para a República Islâmica do Irã”, explicou seu assessor de segurança nacional, Robert O’Brien.

Por essa razão, Nicolás Maduro, considerado um líder ilegítimo pelos Estados Unidos, é alvo.

Os americanos afirmaram que essas são medidas em respeito às sanções da ONU contra o Irã.

“Por quase dois anos, funcionários corruptos em Teerã trabalharam com o regime ilegítimo da Venezuela para contornar o embargo de armas da ONU”, disse o chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo, a repórteres.

“Nossas medidas hoje são um alerta que deve ser ouvido em todo o mundo.”

Organização Iraniana de Energia Atômica

O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, presente na mesma entrevista coletiva em Washington, também anunciou medidas contra a Organização Iraniana de Energia Atômica.

Mike Pompeo disse na madrugada de domingo que “todas as sanções da ONU contra a República Islâmica do Irã levantadas anteriormente” estavam “de volta”. Mas o resto das grandes potências, incluindo os aliados dos Estados Unidos, contestam essa análise e consideram que a manobra de Washington não tem efeito jurídico.

Veja abaixo reportagem sobre sanções impostas em janeiro de 2020.

Irã critica países europeus após sofrer sanções dos EUA

Irã critica países europeus após sofrer sanções dos EUA

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4552