Conecte-se Conosco

CIÊNCIA

Inédito! Astrônomos descobrem luz originada de fusão entre dois buracos negros

Fonte: Tudo Celular Foto: Reproducao

Publicado

em

Até então, os físicos pensavam que o choque de dois buracos negros não poderia gerar luz. No entanto, parece que a realidade não é exatamente assim. Um estudo publicado nesta quinta-feira (25), na Physical Review Letters, indica para a emissão de um clarão após a fusão de uma dupla de buracos.

De acordo com um grupo de astrônomos do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), a união teria acontecido dentro do disco gasoso ao redor de um quasar – ou seja, um supermassivo que brilha enquanto “engole” a matéria à sua volta. A ocasião, em maio de 2019, foi captada pelos detectores de ondas gravitacionais Ligo, nos Estados Unidos, e Virgo, na Itália.

Os cientistas explicaram que, se dois buracos negros de tamanho estelar se fundirem em um local como esse, o gás agitado durante o fenômeno poderia fazer o quasar emitir uma luz ainda maior.

A equipe chegou a colocar os dados do catálogo de fenômenos cósmicos Zwicky Transient Facility (ZTF) à prova. Os pesquisadores compararam dados de variações de luminosidade com os detectados pelos observatórios Ligo-Virgo, no ano passado. Eis que veio a descoberta: a luz de um quasar foi registrada na mesma direção celeste.

Entretanto, o caso ocorreu 35 dias após a emissão dos sinais de ondas gravitacionais. Na visão dos especialistas, a demora seria em decorrência da dispersão da luz pelo disco opaco do quasar. Ainda há uma previsão de que haja uma nova colisão entre o supermassivo central e o disco depois de um ano e meio da primeira fusão – em outras palavras, pode esperar por mais um clarão.

“O resultado sugere um programa empolgante de observações futuras que acompanham as ondas gravitacionais.”

Patrick Brady

Porta-voz do Ligo-Virgo

A intenção dos cientistas é que as observações da região sejam mantidas pelos próximos anos. Vale lembrar que um estudo de abril já indicava a ampliação da luz por campo gravitacional de buracos negros.

Qual é a sua avaliação sobre a nova descoberta no mundo da astronomia? Interaja conosco!

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual