Conecte-se Conosco

MUNDO

Itália abre piscinas e academias em nova fase de desconfinamento

Um homem mergulha em uma piscina ao ar livre no centro esportivo Forum em Roma, na Itália, durante sua reabertura após mais de dois meses de fechamento para evitar a propagação do coronavírus — Foto: Andrew Medichini/AP

Publicado

em

Apenas duas regiões adiaram a reabertura: a Lombardia, para 31 de maio; e Basilicata, para 3 de junho.

A Itália entrou nesta segunda-feira (25) em uma nova etapa do desconfinamento iniciado há três semanas, com a abertura de piscinas e academias.

Uma semana após a reabertura de bares e restaurantes, os quase dez milhões de italianos que frequentam estes espaços dedicados à prática de esportes poderão voltar a fazê-lo, desde que por meio de reservas antecipadas.

Apenas duas regiões adiaram a reabertura: a Lombardia, para 31 de maio; e Basilicata, para 3 de junho.

A máscara não será obrigatória durante os exercícios, mas muitos locais exigirão seu uso desde a entrada até o vestiário.

Nas piscinas públicas e nos parques aquáticos, deve-se manter uma distância de 7m² entre as pessoas na água e um metro e meio entre as espreguiçadeiras.

Uma aula de ginástica aquática é vista na piscina coberta de um centro esportivo em Roma, na Itália, durante sua reabertura após mais de dois meses de fechamento para impedir a propagação do coronavírus — Foto: Andrew Medichini/AP
Uma aula de ginástica aquática é vista na piscina coberta de um centro esportivo em Roma, na Itália, durante sua reabertura após mais de dois meses de fechamento para impedir a propagação do coronavírus — Foto: Andrew Medichini/AP

Tanto nas academias quanto nas piscinas, é possível verificar a temperatura das pessoas, embora não seja uma obrigação, e proibir a entrada a partir de 37,5°C.

Os responsáveis pelas instalações também devem manter a lista de visitantes por um período de 14 dias, o tempo de incubação do vírus, para isolar um caso positivo das pessoas com quem tenham estado em contato.

Um dos países mais afetados pela COVID-19, com mais de 32.000 mortes em três meses, a Itália acelerou a saída do confinamento na semana passada, com a reabertura de lojas, bares e restaurantes.

A partir de 3 de junho, o governo planeja suspender as restrições às viagens entre regiões e reabrir as fronteiras aos viajantes europeus para permitir a retomada do turismo. O setor é crucial para a economia italiana.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital