Conecte-se Conosco

MARAJÓ

Marajó – Projetos de terminais hidroviários apostam na sustentabilidade

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

Todos os 13 terminais hidroviários que serão reformados em breve pela Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), no arquipélago do Marajó, foram projetados com base na sustentabilidade. As duas empresas que venceram as licitações para elaboração de projeto básico e executivo de reforma e adequação desses espaços já começaram a apresentar propostas para a equipe técnica da Companhia.

“Em todos as nossas obras sempre pedimos para que as empresas elaborem projetos com base na sustentabilidade. Então, neste sentido, elas pesquisam materiais sustentáveis para utilizar na construção e pensam no reaproveitamento da água da chuva, por exemplo. Além disso, também preveem a construção de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) nesses locais. Eles têm como objetivo diminuir a quantidade de poluentes antes de despejá-los na natureza”, explica a assessora técnica da CPH, Liane Brito.

De forma prática, arquitetos e engenheiros das empresas contratadas apresentam os projetos durante reuniões para a equipe técnica da CPH e prefeitos municipais, que analisam e debatem ideias para adequar às propostas. Todos os projetos têm 12 meses para serem concluídos.

“Essas empresas fazem um estudo preliminar da área e analisam, por exemplo, a tipologia do terreno, o fluxo de passageiros, o número de embarcações que o espaço recebe, enfim todas as informações para subsidiar a elaboração dos projetos civil e naval da obra. As propostas apresentadas até o momento atendem as necessidades destes municípios e estamos sugerindo apenas algumas mudanças para aprová-las”, completa Liane.

Termos – Das cidades do Marajó, os municípios de Santa Cruz do Arari, Cachoeira do Arari, Portel, Breves, Soure e Ponta de Pedras já assinaram o termo de cooperação técnica para elaboração destes projetos básicos e executivos. Somente após finalizados os processos de elaboração e aprovação, é que os terminais começarão a ser reformados pela CPH.

Investimentos – Em julho, durante as ações do Governo Por Todo o Pará, no Marajó, o Estado, por meio da CPH, e prefeituras municipais assinaram as ordens de serviço para elaboração de projetos de reforma e adequação de 10 terminais hidroviários: Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Chaves, Melgaço, Anajás, Bagre, Afuá, Soure, Breves e Portel.

O investimento no valor de R$ 738.615,05 beneficiará os terminais de Breves, Santa Cruz do Arari, Melgaço e Soure. Enquanto que o valor de R$ 482 mil será destinado aos municípios de Afuá, Anajás, Bagre, Cachoeira do Arari, Chaves e Portel.

Vale lembrar que os terminais de Muaná e Ponta de Pedras estão em processo de revisão de projetos. Já o de Curralinho, a obra está em andamento, enquanto que os terminais de Gurupá e São Sebastião da Boa Vista já foram reformados. O terminal de Salvaterra tem a concessão da empresa Henvil para operar.

MARAJÓ

Piratas são presos em Breves, segundo a policia eles matavam sobe encomenda

Publicado

em

Fonte/Foto: Portal Marajó

Mais piratas foram presos pela Polícia Civil, durante a Operação Rio Seguro.

Os presos dessa vez são Raimundo da Silva Carvalho, conhecido como “Tapi” e Geilson da Silva Fiales, o “Joca”. Eles são suspeitos de participação no roubo ao navio “Capitão Ferreira”, ocorrido no Rio Ituquara, zona rural de Breves, no dia 12 de outubro.

Três espingardas calibre .28, provavelmente utilizadas nos roubos a embarcações da região foram apreendidas com os acusados. Eles foram conduzidos para a Superintendência Regional da Polícia Civil (Sudepol), juntamente com os materiais apreendidos, onde os procedimentos judiciais cabíveis foram lavrados.

Ainda na zona rural de Breves, mas dessa vez no Rio Preto, outra pessoa foi presa: Osvaldo da Silva Fiales é acusado de ser o mandante da tentativa de homicídio contra Elieu Fiales, ocorrida na última segunda-feira (25). Com ele foi apreendida uma espingarda .28 que, segundo a Polícia Civil, foi utilizada no crime.

A operação foi realizada pela equipe formada pelos investigadores Júlio Guedes e Khalil Abrantes e o motorista Geremias.

Continue lendo

MARAJÓ

Terminal Hidroviário que recebe embarcações do Marajó será ampliado em 30% capacidade de embarques e desembarques

Publicado

em

Fonte/Foto: Agencia Para

Em razão da grande demanda de usuários, o Terminal Hidroviário de Belém vai ter sua capacidade naval de operação ampliada em 30%. O espaço deve ganhar, em breve, o terceiro conjunto naval, que será instalado em frente ao galpão 10 da Companhia de Docas do Pará (CDP).

Atualmente, o terminal opera com dois conjuntos navais no galpão 9 da CDP. As estruturas compreendem flutuante, plataforma e rampa metálica articulada para embarque e desembarque de passageiros.”Desde julho deste ano, nós percebemos que o Terminal Hidroviário chegou na capacidade de usuários e muitas linhas ainda desejam fazer o percurso da ilha do Marajó e no Baixo Amazonas, por exemplo. Então, sentimos a necessidade de operar com um novo conjunto naval, haja vista que a tendência é de crescimento no modal hidroviário”, explica o presidente da CPH, Abraão Benassuly.

Segundo Benassuly, ao tomar conhecimento dessa necessidade, o governador Helder Barbalho autorizou a elaboração de projeto executivo de construção deste conjunto, para operar no embarque e desembarque de passageiros por meio do galpão 10. A Companhia de Docas do Pará, responsável pelo espaço, já cedeu a área para nova operação naval após um acordo.


O titular da CPH afirma que o terceiro conjunto naval vai proporcionar a criação de mais linhas hidroviárias. Hoje, o terminal recebe até três mil passageiros por dia e cerca de 60 mil por mês. “Com essa ‘janela’ que vamos abrir, teremos a possibilidade de trazer novas linhas para operar e atender melhor o nosso público crescente”, completa Benassuly.
A Companhia de Portos já abriu licitação para contratação de empresa que vai tratar da elaboração do projeto executivo para construção do novo conjunto naval, que prevê flutuante, plataforma e rampa metálica articulada para embarque e desembarque de passageiros. Neste projeto executivo, devem constar as normas e condições necessárias para contratação dos serviços.

“Já estamos em processo de licitação para contratar uma empresa que vai elaborar o projeto executivo e, consequentemente, vamos abrir outra licitação para uma nova empresa realizar a construção deste novo conjunto naval. Esperamos concluir todo esse processo em até 12 meses”, finaliza o presidente da CPH.
O projeto e a construção do novo conjunto naval serão realizados de acordo com as normas e padrões estabelecidos pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Continue lendo

MARAJÓ

PRTB expulsa vereador de Portel que gravou vídeo na praia

Publicado

em

Fonte/Foto: Para news

Ontem (21) circulou um vídeo em que o vereador Emerson Lobato, ( PRTB ), do município de Portel, na Ilha do Marajó, está em uma praia da região, em horário de expediente, e zomba da população e dos servidores de Portel.

No vídeo o vereador diz que é líder da bancada governista na Câmara Municipal e afirma que ele e sua mulher podem ficar sem trabalhar sem temer levar falta. “Eu e minha mulher jamais pegará falta porque sou líder do governo, o prefeito precisa de mim…” afirma o vereador.

Veja o vídeo:

Em outro vídeo, Emerson promete um outro cargo para a esposa, a diz a ela que irá desviar a sua função “porque conhece a lei” e coloca-la como diretora da escola onde trabalha.

Nesta quinta (21) os vídeos foram discutidos na Câmara Municipal de Portel, sendo que os vereadores da oposição pediram abertura de uma CPI para investigar o caso. O MP e a Polícia civil também já abriram inquérito.

Antes mesmo da apuração das investigações, o partido do vereador gazeteiro, o PRTB, julgou que a conduta fere o decoro parlamentar e expulsou o correligionário da legenda. 

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital