Conecte-se Conosco

PARÁ

Mistério público do Pará abre procedimento para investigar caso de Covid-19 em Alter do Chão

Publicado

em

A Promotoria de Justiça de Santarém, no oeste do Pará, através da 8ª Promotoria de Justiça da Saúde e Educação, instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC), que corre sob sigilo, para apurar fatos relacionados à morte de uma senhora de 87 anos, na vila balneária de Alter do Chão, fato que causou uma grande confusão por parte de familiares e amigos, que não aceitam até agora a omissão dos órgãos de saúde que não alertaram ninguém sobre a causa da morte, que aconteceu no dia 19 de março e somente na quarta-feira, dia 01 de abril, foi anunciado que a senhora morreu vítima de coronavírus.


Segundo informações do prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, a investigação foi solicitada pelo Governo do Estado, após o município ter sido informado do resultado do exame, sem que antes tivesse havido qualquer notificação à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) ou à Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa).


Em entrevista coletiva à imprensa, na tarde de quarta-feira (01/04), o prefeito Nélio Aguiar informou que o município recebeu o resultado do exame que foi: Detectado RNA do Covid-19, diagnóstico molecular para coronavírus, Covid-19, no dia 25 de março. E foi uma grande surpresa para o município, uma vez que a morte da idosa ocorreu no dia 19 e as amostras haviam sido coletadas no dia 16, a pedido do médico que fez o atendimento da paciente em domicílio, mas não notificou os órgãos de saúde.


“O município só foi informado uma semana após o óbito, o caso nem chegou a ser notificado como suspeito no sistema do Estado. Diante dessas circunstâncias, de vários vícios no protocolo, da contraprova que não tem como fazer pelo Laboratório Central porque o laboratório de Belo Horizonte não tem mais como enviar pra nós a amostra, o Governo do Estado repassou o relatório para o Ministério Público do Estado do Pará, onde já existe um inquérito sigiloso. Existe também um boletim de ocorrência na Polícia Civil de Santarém para que possa apurar esse caso”, revelou Nélio.
Após reunir documentação (resultado do exame, declaração do laboratório atestando a realização do exame e declaração de óbito) e levantar mais informações sobre o caso, a Secretaria Municipal de Saúde de Santarém comunicou a Sespa, que após analisar tudo e consultar a Procuradoria Geral do Estado sobre a documentação, fez o anúncio oficial. Mas, de acordo com o prefeito Nélio Aguiar, o médico tinha o dever de notificar os órgãos de saúde sobre o caso.


VILA BALNEÁRIA DESERTA: O caso causou grande repercussão, pois Alter do Chão é um dos principais pontos turísticos do Pará. Com a proliferação dessa doença e, antes de ser anunciada a morte dessa idosa, tudo estava parado na vila balneária, hotéis sem hóspedes, comércio, banho nas praias e outras atividades, sendo que a Prefeitura montou uma barreira na Rodovia que liga a sede do Município à vila e só os moradores que tinham permissão para passar pelo bloqueio. Após o anúncio da morte da idosa por coronavírus, a situação ficou preocupante, pois no enterro dela muitas pessoas participaram e confortaram os familiares, sem saber do perigo que corriam. Sem falar que a Vila está deserta, sem turistas não se sabe até quando.

UM CASO PARA SER INVESTIGADO: Segundo denúncia de moradores de Alter do Chão, um cidadão que tem casa na vila balneária e é professor, esteve recentemente em viagem de turismo à China, Suíça e Itália. Esse referido cidadão esteve visitando essa senhora idosa e também foi ao seu velório, mesmo com pessoas sugerindo que ele usasse máscara, no que não foram atendidas, embora não tenha agido de má fé. Seria bom que as autoridades do Município e Estado investiguem e identifiquem quem é esse cidadão, para que se submeta a exame e teste, pois do contrário, se ele for a fonte da contaminação, haverá uma espiral de contágio que se estenderá a Santarém. Nesse caso, teremos um número incontrolável de infectados. Com a palavra as autoridades!


NOTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO
“Em relação ao caso da morte da senhora de 87 anos por Covid-19, em Alter do Chão, de acordo com informações oficiais divulgadas no dia 1º de abril de 2020 pela Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde, a Promotoria de Justiça de Santarém informa:
A 8ª Promotoria de Justiça da Saúde e Educação de Santarém instaurou Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para apurar os fatos relacionados ao caso, que corre em sigilo. Informa que, ao final, dará transparência aos resultados da apuração”.


Promotoria de Justiça de Santarém
RESULTADO DE EXAME DE IDOSO QUE MORREU EM JURUTI COM SUSPEITA DE CORONAVÍRUS É NEGATIVO
Em entrevista coletiva na noite de quarta-feira (1º), o governador Helder Barbalho (MDB) anunciou que o resultado do exame de um paciente idoso que morreu na terça-feira (31), em Juruti, foi negativo para coronavírus.
Minutos depois, por meio de uma rede social, o prefeito de Juruti, Henrique Costa (PT) e a secretária municipal de Saúde, Joquebede Mota, confirmaram a informação e relataram alívio com a notícia de que o município segue sem nenhum caso confirmado de Covid-19.


O prefeito Henrique Costa também comemorou o resultado negativo do exame e se solidarizou com a família do idoso. Por fim, o Prefeito fez um apelo para que as pessoas parem de compartilhar fake news e alarmar a população sobre casos de coronavírus.
Essa foto foi no velório da senhora idosa que faleceu de coronavírus em Alter do Chão


Nesse caso de Juruti, familiares e amigos da pessoa que morreu com suspeita de coronavírus, após saberem do resultado dos exames, foram até o cemitério da cidade, cavaram a sepultura, pegaram o caixão com o corpo e levaram para a residência, ocasião em que foi feito o velório e depois foi sepultado. Tudo na manhã desta quinta-feira, dia 02.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital