Conecte-se Conosco

ALTAMIRA

Mudas plantadas estão sendo furtadas em Altamira

Publicado

em

Foto: Reprodução site vereador Raimundinho Aguiar)

O viveiro municipal de Altamira produz mais de 200 mil mudas de essências florestais, ornamentais e frutíferas no ano. As plantas são distribuídas para agricultores, além de ser parceiro de projetos voltados para a arborização da cidade.

A iniciativa inclui a plantação dessas mudas em vários pontos da cidade, mas a ação que busca melhorar a temperatura do ambiente e a qualidade vida da população tem sido alvo de vândalos que tem furtado as mudas.

Somente no mês de setembro, mais de 200 mudas já foram plantadas. Segundo a professora Patrícia Bilhalva, da faculdade de Engenharia Florestal, a arborização é importante para a cidade, pois controla a umidade do ar e traz resfriamento ao sombrear as avenidas e calçadas do município.

Continue lendo
Clique para comentar

ALTAMIRA

Em Altamira, PRF apreende 36,162m³ de madeira ilegal na BR-230

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: G1 Pará

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, no último sábado (19), 36,162m³ de madeira da espécie Champanhe e Maçaramduba que estavam sendo transportadas ilegalmente na rodovia BR-230, em Altamira, sudoeste do Pará.

Segundo a PRF, a apreensão aconteceu durante uma fiscalização realizada no quilômetro 630 da BR-230. O condutor da carga apresentou nota fiscal com volume de 34,003m³, diferente do que foi medido pelos agentes federais. Além disso, a nota apresentada registrava que a origem da mercadoria era do município de Guarantã do Norte, no Mato Grosso, mas o motorista informou que pegou a carga em Uruará, no Pará.

Com isso, o motorista foi encaminhado para a delegacia do município onde assinou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e liberado. A madeira com o caminhão foram apreendidos e colocados à disposição dos órgãos ambientais. A empresa responsável pela madeira vai responder por venda e transporte, respectivamente, de madeira sem licença válida para o tempo da viagem apresentada pela autoridade competente.

Continue lendo

ALTAMIRA

Celpa corta energia de prédios da Prefeitura de Altamira

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Por Wilson Soares – A Voz do Xingu

Na manhã desta quinta-feira, 10 de outubro, equipes da concessionária de energia CELPA cortaram o fornecimento de energia de pelo menos dois prédios ligados a Secretaria de Saúde do Município. O CAPS Adulto e a Central de Regulação do Município.

A ação da Celpa é um reflexo do não pagamento de contas de energia por parte da Prefeitura de Altamira. O caso veio à tona na semana passada, durante uma sessão ordinária da Câmara, quando a concessionária de energia respondeu a um oficio solicitado pela Casa de Leis em que consta débitos acumulados de 12 meses das contas de energia da Prefeitura. O valor informado ultrapassa R$ 3 milhões de reais, sendo um débito de R$ 1.836.776,62 de reais do Fundo Municipal de Saúde e R$ 1.373.138,89 de outros departamentos do município.

Tanto a Câmara Municipal de Altamira quanto o Ministério Público Estadual já se manifestaram e solicitaram informações do município sobre esses débitos, já que a PMA tem uma receita estimada para este ano de 2019 de cerca de R$ 370.000.000,00 (trezentos e setenta milhões de reais).

As imagens dos funcionários da Celpa já ganharam as redes sociais e tem gerado muitos comentários. Até agora a Assessoria de Comunicação da PMA não se manifestou sobre o assunto.

Continue lendo

ALTAMIRA

Índios vão fornecer merenda escolar para escola da aldeia em Altamira

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Portal Roma News

Índios da etnia Arara, da Terra Indígena Cachoeira Seca, em Altamira, na região da Transamazônica, no Pará, vão começar a abastecer a merenda da escola pública que existe na própria aldeia. Os indígenas vão fornecer produtos frescos e da cultura ancestral, como farinha d´água, cará, banana e tapioca para a merenda das crianças.

A expectativa é que 28 famílias participem, já no ano que vem, das seleções do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) pela Prefeitura de Altamira e, inclusive, de editais exclusivos para povos tradicionais.

A mobilização e preparação dos indígenas vêm ocorrendo ao longo deste semestre, com o apoio do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e a coordenação da Frente de Proteção Etnoambiental Médio Xingu (FPEMX), da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital