Conecte-se Conosco

PARÁ

Parauapebas é 1º e Canaã é 4º na balança comercial de novembro

Resultados mensais foram revisados pelo Governo Federal. Município de Curionópolis vive situação delicada porque produção parou em outubro; royalties vão sumir de agora por diante

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

Publicado

em

Depois das trapalhadas estatísticas do Ministério da Economia, com relação aos números da balança comercial brasileira, em que os dados dos municípios apareceram subnotificados, Parauapebas despontou no mês de novembro como lugar do país de onde mais se exportaram commodities. Em 30 dias, Parauapebas registrou transações de 619,37 milhões de dólares, muito mais que os 551,97 milhões de dólares registrados pelo Rio de Janeiro e os 531,84 milhões de dólares de São Paulo, 2º e 3º colocados no ranking do Governo Federal.

As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu, que também observou o avanço triunfal de Canaã dos Carajás, 4º de onde mais partiram commodities em novembro, com valor de 443,9 milhões de dólares. Canaã, não é surpresa, caminha firme e forte para em poucos anos ocupar o lugar de destaque na produção de commodities minerais atualmente pertencente a Parauapebas, de quem, aliás, Canaã dos Carajás foi gerado em 1994.

O principal produto que coloca os dois municípios paraenses no topo é, sem segredo, o minério de ferro. Em Parauapebas, no mês de novembro, foram produzidas 9,617 milhões de toneladas de minério de ferro nas operações da Serra Norte de Carajás, onde a mineradora multinacional Vale realiza a lavra da commodity em três minas e acelera para abrir novas frentes de exploração na próxima década. De janeiro a novembro deste ano, conforme levantou o Blog, a Vale extraiu 95,335 milhões de toneladas de minério de Parauapebas.

Já em Canaã, o mês de novembro rendeu 6,9 milhões de toneladas do produto. São, no acumulado do ano, 64,568 milhões de toneladas saídas da Serra Sul de Carajás e alcançadas três anos após a abertura da mina, no final de 2016. Para se ter ideia da rapidez e da grandiosidade a que se chega em Canaã, basta compará-la com Parauapebas, que demorou quase 20 anos, desde a abertura de sua primeira mina, para alcançar tonelagem igual.

Além de Parauapebas e Canaã dos Carajás, os municípios paraenses de Barcarena (23º, 143,63 milhões de dólares) e Marabá (27º, 135,27 milhões de dólares) também se destacam entre os grandes exportadores nacionais.

O drama de Curionópolis

Nem tudo são flores no reinado da mineração. O Blog do Zé Dudu observou entre os números da balança comercial algo que causa temor em Curionópolis: o sumiço do município da produção de minério de ferro. Na verdade, desde outubro, Curionópolis não produz uma grama sequer do principal produto de sua economia.

De junho para cá, a mineradora Vale, que é titular das operações na Serra Leste de Carajás, viu-se obrigada pelas circunstâncias a começar a paralisar gradativamente suas atividades. Acontece que ela deu entrada em um processo de expansão da capacidade de produção anual (que saltaria de 6 milhões para 10 milhões de toneladas), mas o licenciamento está parado na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) no aguardo do desfecho ambiental envolvendo cavernas de grande interesse biológico e espeleológico.

Diante do impasse e sem poder avançar um passo sequer na extração do minério, a produção veio tombando mensalmente de 370,1 mil toneladas em junho para 322,5 mil em julho. Depois, 270,1 mil em agosto e, finalmente, 53,9 mil em setembro. Outubro e novembro aparecem zerados. No meio do fogo cruzado de números, que na maioria das vezes passam despercebidos do cidadão comum, há um recado claro ao município: sem produção física de minério de ferro, sem royalties de mineração, taxas e impostos derivados.

A Prefeitura de Curionópolis depende, hoje, quase exclusivamente da Vale, assim como — guardadas as devidas proporções — Parauapebas e Canaã dos Carajás. O município não deixará de aparecer nas estatísticas de royalties da Agência Nacional de Mineração (ANM) porque outra empresa, a Avanco, opera em solo municipal extraindo minério de cobre. Mas nem de longe os royalties da Avanco se igualam aos pagos pela Vale. E sem esse recurso (que fecha 2019 em quase R$ 23 milhões), entre outros, Curionópolis tende a paralisar.

O Blog calcula que, sem um ano de atividades da Vale, a Prefeitura de Curionópolis perde 40% de receita, tendo em vista que a Vale responde por 75% da arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Imposto Sobre Serviços (ISS). É a dependência da mineração cobrando seu preço.

PARÁ

Xinguara recebe cinema itinerante gratuito

Além do ingresso, a pipoca e o refrigerante são gratuitos

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Pimenta Comunicação

Nos dias 27, 28 e 29 de janeiro, a população de Xinguara, tem encontro marcado com a diversão. Nesses dias, a cidade recebe o projeto “Cinema é pra você, sim!” que vai promover sessões gratuitas de cinema para crianças, jovens e adultos.

A sala de cinema, que ficará localizada na Praça Vitória Régia, terá sessões às 8h, 10h, 14h, 16h e 19h, com títulos nacionais e internacionais de grande sucesso, como Pantera Negra, Homem-Formiga e a Vespa, Jurassic World – Reino Ameaçado, Procurando Dory, Moana entre outros, além dos sucessos nacionais Vai Que Cola, com Paulo Gustavo, e Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina. Os ingressos são gratuitos, individuais e distribuídos por ordem de chegada uma hora antes do início das sessões. A pipoca e o refrigerante também são gratuitos.

Os filmes incluídos na programação foram escolhidos para agradar a toda a família. Assim, são histórias para todos os gostos e gêneros, como animação, comédia, ação e aventura. Pela manhã e à tarde, os filmes destinam-se principalmente para crianças e melhor idade. As sessões noturnas, por sua vez, foram pensadas para agradar principalmente ao público jovem e a todas as pessoas que procuram uma distração para relaxar após o dia de trabalho.

O cinema móvel apresenta os mesmos recursos encontrados nas salas convencionais de cinema das grandes cidades. O ambiente tem capacidade para 78 confortáveis lugares e conta com isolamento térmico e acústico. Possui ar condicionado, bombonière, som estéreo, projeção convencional e 3D, gerador próprio e elevador de acesso para pessoas com necessidades especiais.

A mostra de cinema itinerante é uma iniciativa da Caixa Seguradora e o projeto foi idealizado pela Projetos com Incentivo, agência de Marketing Cultural, que tem mais de 10 anos de experiência em ações envolvendo cinema itinerante e na realização de projetos incentivados nas áreas de cultura, esporte, educação e inclusão social. 

O projeto “Cinema é pra você, sim!” tem início em Moju e passará por 36 cidades dos estados do Pará e Tocantins.

Sobre Xinguara

A origem de Xinguara está relacionada com o município de Conceição do Araguaia. Em 1982, Xinguara foi desmembrado de Conceição do Araguaia. Nos últimos anos a cidade retomou a vocação de cidade pólo e vem se destacando pelos inúmeros avanços na economia regional e na infra-estrutura, isso é demonstrado através da pecuária de corte com cerca de 500 mil cabeças de boi, tendo representatividade importante na segunda maior bacia leiteira do país.

Sobre a Projetos com Incentivo 

A plataforma Projetos com Incentivo foi criada para facilitar o encontro entre o proponente e as empresas que investem em projetos incentivados – CULTURA, ESPORTE, EDUCAÇÃO, INCLUSÃO SOCIAL, entre outros. Essa plataforma permite que os produtores de conteúdo divulguem seus projetos para grandes empresas, pois além de divulgar, a Projetos com Incentivo distribui seu portfólio para parceiros comerciais estrategicamente espalhados por todo o Brasil.

Continue lendo

PARÁ

Paraenses podem votar pela internet em modelo criado pelo TRE-PA –

Publicado

em

Tribunal Regional Eleitoral do Pará será o primeiro a ter o próprio sistema de votação eletrônica regulamentado (EBC / Agência Brasil)

É a chamada eleição parametrizada, que tem a finalidade de treinar mesários, eleitores e o corpo técnico da Justiça Eleitoral, fora da época de eleições

Pela primeira vez, eleitores paraenses que vão participar das votações parametrizadas (ou comunitárias e não oficiais) poderão votar pela internet, utilizando dispositivos móveis e computadores. O novo modelo foi criado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), após a Associação de Magistrados do Estado do Pará (Amepa) solicitar votação eletrônica para o triênio 2020-2022, que ocorre nos próximos dias 23 e 24 deste mês.

De acordo com o tribunal, a eleição parametrizada têm a finalidade de treinar mesários, eleitores e o corpo técnico da Justiça Eleitoral, fora da época de eleições, e fazer a divulgação dos equipamentos, como a urna eletrônica e o Sistema Web. Empresas públicas, fundações, escolas, universidades, sindicatos, partidos políticos e outras instituições podem realizar eleições com urnas eletrônicas emprestadas pela Justiça Eleitoral, uma forma de planejar melhor as eleições oficiais.

Para modernizar para as votações deste ano, o TRE-PA, por meio da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), planejou e criou o sistema “Vota Net”, que pode ser acessado por meio de um aplicativo. Nele, em celulares, tablets ou computadores, o eleitor, com o uso de uma senha segura, pode eleger dirigentes. Segundo o órgão, o sistema permite uma votação segura, prática e com redução de custos que seriam necessários em uma eleição presencial.

O secretário de tecnologia da informação do TRE-PA, Felipe Brito, considera importante a realização de eleições comunitárias no Brasil, que ocorrem desde 1998, para legitimar as gerais. “As eleições comunitárias são essenciais no Brasil, tanto que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) regulamentou a medida, por meio da resolução nº 22.685/2007, para que o TRE-PA pudesse apoiar o sistema de eleições comunitárias ou parametrizadas”, destacou. Ele ainda explicou várias instituições, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e conselhos de classe utilizam o sistema eletrônico para escolher seus representantes.

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará será o primeiro a ter o próprio sistema de votação eletrônica regulamentado, mas a eficácia e qualidade da ferramenta serão testadas justamente nas eleições da Amepa.

 A partir disso, outras entidades que tenham interesse no sistema poderão usar. O presidente do TRE-PA, desembargador Roberto Moura, parabenizou a secretaria por concluir a criação do modelo, e disse que será muito importante para as eleições parametrizadas, “necessárias para o exercício da cidadania”, disse.

Já o diretor-geral do órgão, Osmar Frota, teceu elogios ao feito, “tendo em vista a possibilidade de utilização da solução em futuras eleições parametrizadas, viabilizando a votação através de dispositivos móveis e computadores por meio da Internet, após a devida regulamentação”.

Continue lendo

PARÁ

Listão dos aprovados da UEPA será divulgado dia 29

Publicado

em

Fonte: SECOM/UEPA Foto: Reproducao

Novo processo seletivo para Curuçá e Bagre inscreve candidatos até dia 30

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) vai divulgar o listão dos aprovados no Processo Seletivo 2020 na próxima semana, dia 29, a partir das 10h. Os candidatos poderão ter acesso ao listão dos aprovados em painéis que ficarão expostos em frente ao prédio da Uepa, no bairro do Telégrafo, ou pelo site da Universidade. No total, 3.656 vagas são disponibilizadas em 28 cursos de graduação. Dessas, 1.532 vagas são na capital e 2.124 no interior do Estado. O período de matrícula de calouros será entre 4 e 7 de fevereiro. 

Processo Seletivo da Uepa inscreve até dia 30

Até o dia 30 deste mês, a Uepa realiza inscrições on line para a segunda edição do Forma Pará, programa estadual de expansão do ensino superior, que oferta 100 vagas para os municípios de Bagre e Curuçá. Os interessados devem acessar o site: www.portalfadesp.org.br

As turmas são de Ciências Naturais com Habilitação em Química e de Enfermagem. Das 100 vagas ofertadas, 50 são para a turma de Ciências Naturais com Habilitação em Química que funcionará no município de Bagre, no regime intervalar intensivo. As aulas devem ser iniciadas em junho deste ano.

As outras 50 vagas serão para a turma de Enfermagem que funcionará em Curuçá, no regime regular intensivo. A previsão é que as aulas iniciem em março deste ano. Ambos os cursos são destinados a quem concluiu ou concluirá o Ensino Médio ou equivalente até a data da habilitação para matrícula.

O candidato deve preencher o formulário online, gerar e pagar a taxa de R$ 50,00. Pessoas inscritas no Cadastro Único do governo federal podem solicitar a isenção do pagamento até o dia 24.

O resultado preliminar da lista de isenções será divulgado no dia 26. O cartão de inscrição será disponibilizado no dia 04 de fevereiro e a prova será realizada no dia 9, no município para o qual o candidato se inscreveu. Candidatos que moram no município onde a vaga é ofertada terão bônus de 10% sobre a pontuação.

O Forma Pará é executado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Tecnologia (Sectet) através de parceria com as universidades, institutos tecnológicos e prefeituras. O termo de cooperação também envolve a Fadesp como responsável pela realização do processo de seleção.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital