Conecte-se Conosco

POLÍCIA

Polícia prende homem que se passava por curandeiro para estuprar e ameaçar vítimas no interior do PA

Fonte/Foto: G1

Publicado

em

Conhecido como “Zeca Brás”, Cristinaldo Lima deve responder pela prática de estupro de vulnerável, registro não autorizado da intimidade sexual, violação sexual mediante fraude, ameaça e estelionato.

Um homem que se passava por curandeiro, identificado como Cristinaldo Lima, conhecido como “Zeca Brás”, foi preso preventivamente, nesta terça (29), segundo a Polícia, pela prática de estupro de vulnerável, registro não autorizado da intimidade sexual, violação sexual mediante fraude, ameaça e estelionato.

Diversas vítimas registraram denúncias contra o preso na cidade de Novo Repartimento, sudeste do Pará. O G1 tenta contato com a defesa do suspeito, mas ainda não obteve resposta.

Segundo a Polícia, “Zeca Brás” dizia que praticava rituais espirituais e apresentava-se como curandeiro. As denúncias apontam que ele ameaçava as vítimas com arma de fogo e as forçava a ingerir bebidas alucinógenas, antes de praticar os abusos sexuais.

Ainda segundo a Polícia, ele intimidava as vítimas dizendo que ia “lançar trabalhos” caso elas não fizessem o que ele mandava.

As investigações apontam ainda que o suspeito dizia que iria abençoar objetos das vítimas e apropriava-se de joias de ouro e dinheiro em espécie.

A Polícia informou que mais vítimas devem surgir após a prisão, o que será tratado pela comarca de Novo Repartimento da Polícia Civil.

Ameaças com vídeos

Além de abusar das vítimas, “Zeca Brás” é suspeito de filmar e fotografar, secretamente, os abusos sexuais para entrar em contato com as vítimas e fazer ameaças de divulgar o conteúdo, caso elas procurassem a Polícia ou não se submetessem aos atos dele, segundo a Polícia.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual