Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Tragédia Fortaleza: Câmeras do prédio mostram obra momentos antes do desabamento; Vídeo

Fonte: Jornal Hoje Vídeo/Foto: Reprodução/ Jornal Hoje

Publicado

em

Imagens do circuito interno do prédio mostram obra momentos antes do desabamento

Meia hora antes do desabamento, funcionários quebraram um pilar na garagem. Ele fica bem desgastado, com os ferros aparentes. As imagens vão ajudar bastante nas investigações.

Continue lendo
Clique para comentar

BRASIL GERAL

Seita exorcista matou sete pessoas da mesma família no Panamá

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Notícias ao Minuto

As sete pessoas que foram assassinadas, no Panamá, por uma seita acusada de praticar exorcismo foram identificadas como sendo uma mulher, que estava grávida, e os seus cinco filhos.

Os corpos foram encontrados pelas autoridades numa vala, no oeste do país, tendo sido detidos, posteriormente, pastores de uma seita suspeita de ter sequestrado as vítimas.

Segundo informações da cadeia de televisão TVN, que transmitiu imagens de elementos do Ministério Público e polícias na selva, as vítimas são uma mulher de 33 anos, identificada como Bellin Flores, e seis menores: um de 17 anos, outro de 10, dois de 9, um de 3 e um bebê de 1 ano.

A família, que pertencem a uma comunidade indígena, foi torturada por cerca de 10 elementos da seita, com fogo e catanas, para que se “arrependessem dos seus pecados”, disse o diretor-geral interino da Polícia Nacional, Alexis Munoz.

A polícia conseguiu chegar ao local onde estavam mais 15 pessoas sequestradas, também indígenas e oriundas da região de Ngabe Buglé, zona montanhosa no oeste do país. Estavam amarradas com cordas e tinha sido agredidas com bastões de madeira e com Bíblias. Entre as 15 pessoas estavam, pelo menos, sete crianças e duas grávidas [uma delas, na imagem acima, a ser transportada para o hospital].

As autoridades foram guiadas ao local por habitantes da vila de Alto Terrón, que denunciaram que os supostos autores seriam pastores da seita ‘A Nova Luz de Deus’. O Ministério da Segurança Pública informou que dez supostos pastores daquela seita foram detidos por forças especiais da Polícia Nacional.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Cervejaria investigada por intoxicação fala em indício de sabotagem

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A cervejaria Backer, investigada após casos de intoxicação, levou esta semana à Justiça Federal vídeo com supostos indícios de sabotagem em barris de composto químico comprados de um fornecedor, de nome não revelado. O material ainda vai passar por análise. Ontem a Vigilância Sanitária de Contagem, na Grande Belo Horizonte, fechou uma fornecedora da Backer. A Imperquímica foi lacrada por falta de alvará sanitário e por fracionar produtos químicos sem aval.

A Backer é alvo de apuração por um suposto elo entre a cerveja contaminada – pelo composto químico dietilenoglicol, segundo análises da Polícia Civil de Minas e do Ministério da Agricultura – e casos de intoxicação em pessoas que ingeriram a bebida. Segundo balanço do governo mineiro, já foram registrados 19 pacientes com essa suspeita, incluindo quatro mortes.

Por decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), todos os rótulos da cervejaria, com data de validade igual ou posterior a agosto de 2020, foram interditados ontem. A Backer disse que vai respeitar a determinação.

O envio pela Backer de gravação que levanta suspeitas sobre um fornecedor é citado em decisão da magistrada Anna Cristina Gonçalves, da 14.ª Vara da Justiça Federal de BH. A fábrica, escreveu ela, apresentou “vídeo supostamente contendo indícios de sabotagem nos barris de monoetilenoglicol por ela adquiridos junto ao seu fornecedor. Todavia, não cabe a análise dessa questão na via estreita do mandado de segurança, mormente porque a presente impetração dirige-se contra ato coator específico, atribuído aos representantes do Ministério da Agricultura”.

Nessa liminar, a juíza permitiu o retorno parcial do funcionamento da Backer, com o envase de tanques não lacrados e relativos a marcas que não sejam a Belorizontina e a Capixaba, primeiras a terem a contaminação detectada por análise.

Em nota, a Backer disse que “teve acesso a um vídeo cujo conteúdo poderia estar relacionado com as investigações em curso”. A empresa diz, porém, que ainda “não está em posse do material, uma vez que ele foi repassado imediatamente à Polícia Civil. A Backer reforça que é a principal interessada na apuração dos fatos e que o objetivo é auxiliar e contribuir sem restrições com as autoridades”.

Interdição

Segundo a prefeitura de Contagem, a Imperquímica, fornecedora da Backer, fracionava produtos para venda, o que “não está contemplado pelo alvará” da empresa. Para isso, diz a Vigilância Sanitária, seriam necessárias obras onde a Imperquímica funciona. A Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão anteontem na empresa. Foram recolhidas amostras da produção e documentos. O Estado não localizou a Imperquímica ontem.

A Backer tem dito que compra só o monoetilenoglicol, usado na refrigeração da produção, e não o dietilenoglicol, primeiro composto a ser identificado em lotes da Belorizontina. Uma das hipóteses de técnicos do ministério é que a segunda substância pode ter sido formada por reação química a partir do monoetilenoglicol. Nenhum dos produtos pode ser consumido ou misturado à bebida.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Richthofen assina união estável com irmão de pedófila

Publicado

em

Suzane von Richthofen está presa há 18 anos Foto: Reprodução

A detenta Suzane von Richthofen, condenada pelo assassinato dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen, assinou uma certidão de união estável com o namorado, Rogério Olberg das Dores. A informação foi divulgada na biografia Suzane – Assassina e Manipuladora, de Ullisses Campbell.

De acordo com o livro, ela conheceu o namorado através de uma colega de presídio, Luciana Olberg das Dores. Ela foi presa por pedofilia em 2013, condenada a 29 anos de reclusão, por ter violentado as duas irmãs gêmeas de apenas 3 anos de idade junto com o marido e o amante do casal. Luciana ainda filmou o crime.

Já Rogério Olberg é empresário e evangélico. Ele frequenta a Igreja do Evangelho Quadrangular e está em um relacionamento com Suzane desde 2015.

Rogério Olberg, pastor Euclides Vieira e Suzane von Richthofen Foto: Arquivo pessoal

Suzane tentou barrar a divulgação do livro, mas o pedido de seus advogados foi negado pelo Supremo Tribunal Federal. O ministro Alexandre de Moraes afirmou que proibir a circulação é censura.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital