Conecte-se Conosco

PAYSANDU

Volante bicolor Uchôa passa por cirurgia e médicos consideram um sucesso

Publicado

em

Uchôa, volante do Paysandu - Crédito: Jorge Luiz / Ascom / Paysandu

O volante bicolor Uchôa foi submetido a uma cirurgia no Hospital Porto Dias, na manhã desta terça-feira, 19, para a retirada de um tumor benigno de partes moles no pé direito. De acordo com o departamento médico bicolor, o procedimento foi um sucesso e o atleta deve receber alta em breve. Fábio Santana foi o médico quem o operou.

A previsão é de que Uchôa – que abriu mão de seus salários durante o período em que estiver se recuperando -, volte a jogar em fevereiro do ano que vem. O jogador é natural de Aracaju-SE, e foi contratado pelo Papão no início da Série C do Campeonato Brasileiro dessa temporada.

Antes de se lesionar, atuou em 17 partidas, todas como titular, marcando um gol. “O Uchôa é um volante com qualidade técnica acima da divisão que nós nos encontramos hoje. É um atleta cheio de recursos, com bom passe e que impõe uma forte marcação. Dentro do nosso trabalho de manutenção de uma base para 2020, ele está completamente alinhado”, argumentou Felipe Albuquerque, diretor de futebol bicolor.

Uchôa teve sua renovação anunciada com o clube alviceleste nessa segunda-feira, 18. “Eu estava sentindo dores, até tentei jogar esses dois jogos (finais da Copa Verde), mas não consegui. Na semana de preparação, o meu pé estava me incomodando muito e no momento eu vi que não iria ajudar, então conversei com a comissão técnica, com o pessoal da fisioterapia e achamos melhor eu ficar de fora para resolver esse negócio da cirurgia, aproveitando até o encerramento das atividades na virada de ano”, disse o jogador antes da cirurgia. 

PAYSANDU

Paysandu realiza ‘peneirada’ por novos talentos do basquete

Publicado

em

Equipe sub-15 do basquete bicolor - Crédito: Ascom / Paysandu

O Paysandu quer ir além da conquista do bicampeonato paraense consecutivo do basquetebol masculino adulto dessa temporada. Pensando em manter a hegemonia na modalidade, o departamento de esportes amadores do Bicola organizou uma ‘peneirada’, ondo o objetivo é garimpar novos talentos do esporte.

Nesta quinta e sexta-feira (12 e 13 de dezembro), no ginásio Moura Carvalho, anexo à sede social do clube alviceleste, ‘lobinhos’ das categorias sub-12 a sub19 estarão sob avaliação. O investimento para participar da seleção é de R$ 20.

Vale lembrar que o Paysandu é o maior campeão do basquetebol no estado do Pará na categoria principal, com 35 conquistas. Na sequência, vem o Clube do Remo com 28 títulos; a Assembleia Paraense com seis taças; o Bancrévea com uma e o Clube Esportivo Universitário também com uma conquista.  

Em 2019 o Parazão de Basquetebol contou com somente duas equipes: Remo e Paysandu. As equipes disputaram uma melhor de cinco partidas e o Paysandu venceu o torneio com três vitórias e uma derrota para seu arqui-rival.

View image on Twitter
Continue lendo

PAYSANDU

Meia que passou no Paysandu em 2016 pede mais de R$ 1,5 milhão na Justiça do Trabalho

Publicado

em

Foto: Crédito: ASCOM Paysandu / Fonte: Roma News

Os problemas extracampo parecem não ter fim nessa reta final de ano do Paysandu. Depois de vários jogadores acionarem o clube na Justiça, mais uma causa apareceu contra os bicolores, a do ex-meio campista Marcelo Costa, que pede R$ 1.691.284,20 do clube. 

Marcelo jogou pelo Papão na temporada 2016. Durante sua passagem com a camisa alviceleste foi diagnosticado com insuficiência renal crônica. O ex-atleta se queixava de enjoos constantes, cãibras, mal estar, além de inchaços nas pernas. Os médicos não descobriram o problema, até que o jogador passou mal após um treino e foi levados às pressas para o hospital. Apenas ao ser internado por uma semana recebeu o diagnóstico. 

O meia foi um dos destaques da campanha do acesso do Joinville à Série A do Brasileiro de 2014 e teve que parar de jogar futebol por conta da doença que fazia com que apenas 20% dos rins funcionassem.

 O valor solicitado pelo ex-atleta leva em consideração a falta de suporte por parte do clube no tratamento, levando em consideração que ainda tinha contrato com o Paysandu.

Continue lendo

PAYSANDU

Curuzu recebe simulação de combate a incêndio para ter jogos em 2020

Publicado

em

Foto: Crédito: ASCOM PAYSANDU / Fonte: Roma News

Sem receber jogos desde o dia 28 de junho, quando empatou com o Ypiranga em 0x0, a Curuzu passou, na manhã desta sexta-feira, 06, por uma simulação de combate a incêndio e realização de atendimentos de primeiros socorros. 

 O evento foi realizado pelo Corpo de Bombeiros e outros órgãos de segurança. A atividade é necessária por ser uma das exigências para a liberação do estádio para receber jogos na temporada 2020. A capacidade atual da Curuzu é de 12 mil torcedores. O Paysandu estreia no Parazão no dia 20 de janeiro, contra o Castanhal.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital