quarta-feira, julho 24, 2024
Desde 1876

Estudantes recebem R$ 10 mil do ‘Programa Bora Estudar’ pelo desempenho escolar 

A manhã desta segunda-feira (1) foi de muita alegria com mais uma entrega do cheque do Programa ‘Bora Estudar’, dessa vez para 256 estudantes da Região Metropolitana de Belém (RMB), que se sobressaíram na jornada escolar em 2023. A iniciativa pioneira no país tem objetivo de ceder crédito de R$ 10 mil para aqueles estudantes que conseguiram notas a partir de 900 na Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou que obtiveram melhor desempenho em sala de aula.

A entrega do benefício, nesta segunda-feira, garante a construção, reforma, ampliação, melhoria ou adaptação da casa dos alunos da rede estadual de ensino, e foi realizada no auditório da Escola Estadual de Tempo Integral Visconde de Souza Franco, em Belém.

Secretário estadual de Educação do Pará, Rossieli Soares, destacou a conquista escolar dos jovens. “Esse resultado de cada um dos nossos estudantes é uma grande vitória para nossos estudantes, e para a Secretaria que está reconhecendo esses talentos e também para as famílias”.

“Não tem como se fazer educação sem termos as famílias em conjunto. Então, eu queria começar agradecendo aqui a cada pai, a cada mãe que acompanha, que apoia o seu filho, a sua filha dentro da escola. A família precisa estar junto para que a educação dê certo, para que a gente possa dar um futuro de verdade. Não é só escola, não é só família, é a junção dessas duas instituições. A gente sabe que tem muita coisa para gente melhorar nas nossas escolas estaduais, mas a gente também precisa lembrar das coisas boas que são os grandes talentos que a gente tem na rede estadual”, disse o secretário de Educação do Pará. 

O líder da pasta da Educação destacou, ainda, a continuidade do programa para os próximos anos. “Gostaria de lembrar que esse Programa é anual e o estudante pode ganhar mais de uma vez, inclusive, não há limite. E eu queria terminar agradecendo a cada professora, diretor, equipe escolar e a todo mundo que acompanha a escola. Porque se a família é importante, a escola também é essencial”, afirmou Rossieli Soares, secretário de Educação do Pará. 

Emocionada, Danielle Muniz, mãe de duas estudantes, contempladas pelo Bora Estudar, por melhor desempenho, conta que sempre motivou suas filhas, bem como seus colegas.  
“Primeiro, eu nunca duvidei do potencial delas, porque são estudiosas, são aplicadas e, assim, também sou uma mãe muito presente na escola, então incentivo não só minhas filhas, outras alunos também. Eu confesso que eu fiquei muito feliz essa iniciativa do Governo. Quando falei para elas foi uma felicidade só, porque foi mérito delas. Realmente a nossa casa estava precisando de uma boa reforma, passamos muitos anos na dificuldade, mas sempre priorizando o estudo delas, então veio em uma boa hora”, conta Danielle Muniz. 

O desempenho escolar no 7º ano do Ensino Fundamental levou a estudante Samiah Lopes, da Escola Estadual Cordeiro de Farias, a conquistar o reconhecimento de melhor na sala de aula. “Eu fiquei na dúvida se eu ia ganhar, porque eu e mais um amigo estávamos competindo, então eu não tinha certeza. Na hora, nossa, só faltou eu gritar e eu fiquei muito feliz e animada. Foi um sentimento de conquista muito grande, que vai ajudar muito a minha família. É um sentimento de dever cumprido”, afirma a estudante, que hoje está no 8º ano do Ensino Fundamental. 

Em Belém, a Escola Estadual Albanízia de Oliveira Lima, no bairro do Marco, está entre as unidades de ensino público com o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com uma nota de 940 na redação do Enem, a estudante Amanda Ribeiro, comemora o benefício do governo do Estado, em que vai ampliar o seu quarto, para seu conforto e para esta nova etapa no Ensino Superior. 

“Eu fiquei muito feliz, realizada com o meu esforço, por ver que meu empenho nos estudos valeram a pena. Com o cheque, pretendo expandir mais o meu quarto, para me ajudar nesta nova fase da vida. Hoje, faço Enfermagem e ter um espaço de qualidade vai me ajudar muito na rotina corrida. É muito bom que o nosso Governo está dando esse apoio para os estudantes, espero que seja um legado que dura bastante tempo, para incentivar cada vez mais até os novos alunos. Então, tudo é maravilhoso”, disse Amanda Ribeiro, ex-estudante da Albanízia de Oliveira Lima. 

Ao todo, 23 unidades escolares que fazem parte da Diretoria Regional de Ensino (DRE) Belém 07 participaram da cerimônia de entrega. Com essa nova leva para mais 256 estudantes, são mais R$2,5 milhões para os estudantes e famílias paraenses. 

“Um sentimento muito positivo que está sendo feito, dada oportunidade para os estudantes receberem esse benefício. Então, esse processo de inclusão faz com que a gente sinta que o nosso trabalho realmente vale a pena e vê-los beneficiados é melhor ainda. Trouxemos 10 estudantes da educação especial e é um momento de felicidade, professores, pais e responsáveis ficaram felizes quando receberam a notícia de que nossos alunos seriam beneficiados, bem como agradecidos ao mesmo tempo e comovidos de estarem vendo os filhos receberem esse recurso e conquistando êxito”, disse Ana Bisi, diretora da Unidade Educacional Especializada (UEES) Professora Yolanda Martins e Silva. 

Bora Estudar – No ano de 2023, o Estado anunciou o “Bora Estudar”, maior programa de reconhecimento de desempenho escolar para estudantes da rede estadual de ensino, que vai disponibilizar auxílio financeiro de R$ 10 mil para cerca de 19 mil turmas, com a unidade escolar podendo optar por conceder o benefício a 1 estudante da turma, por meio do programa “Sua Casa”, para que os melhores estudantes sejam beneficiados pela Seduc em parceria com a Companhia de Estado de Habitação (Cohab).

Em 2024, o programa passou a contemplar com R$ 10 mil, inclusive os estudantes que concluíram o ensino médio no ano passado e obtiveram nota a partir de 900 pontos na redação do Enem 2023. Desta maneira, os estudantes acima dos 18 anos ou responsáveis legais serão contemplados com o “Cartão Sua Casa” para aquisição de materiais de construção que serão utilizados na reforma e ampliação de sua residência.

Seduc chama atenção de estudantes e responsáveis – a secretaria destaca que estudantes contemplados pelo Bora Estudar, que ainda não receberam o cheque de R$ 10 mil, podem ter pendências na documentação e devem procurar a direção da sua escola para verificar e resolver a situação. É possível que haja pendência, como por exemplo, a não assinatura do termo de compromisso ou preenchimento inadequado das informações.

Texto de Bianca Rodrigues / Ascom Seduc

Fonte: Agência Pará/Foto: Felipe Moreira/Ascom Seduc

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo