sábado, julho 20, 2024
Desde 1876

Semas apresenta política ambiental do Pará e preparação para a COP 30

Na 11ª edição da Caravana Federativa, realizada no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) apresentou suas principais políticas ambientais e de infraestrutura para a COP 30 (conferência mundial sobre mudanças climáticas), no estande do Governo do Pará. No espaço, os visitantes  tiveram acesso a uma experiência com a realidade socioambiental da Amazônia, por meio de óculos de realidade virtual.

Foram apresentadas a Política Estadual de Mudanças Climáticas (PEMC), arcabouço jurídico ambiental, com direcionamento e plano de ação para a mitigação das mudanças climáticas; o Plano Estadual de Bioeconomia (PlanBio); o Programa de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA); o Plano de Vegetação e Restauração da Floresta Nativa (PRVN); o Cadastro Ambiental Rural (CAR); o InovaSocioBio, programa de fortalecimento ao empreendedorismo dentro de comunidades tradicionais, e a Unidade de Recuperação Triunfo do Xingu.

“A Caravana Federativa tem como principal objetivo levar o atendimento, a informação e a cooperação entre os entes federados. Com isso, nós apresentamos hoje nossas políticas ambientais que estão sendo implementadas desde 2019. Estamos demonstrando aos visitantes todo o nosso planejamento acerca das ações destinadas tanto às mudanças climáticas, como no foco em projetos estruturantes visando à COP 30, em 2025. No nosso estande temos uma ampla divulgação das políticas implantadas pela Semas, e proporcionamos experiências, como a utilização dos óculos de realidade virtual feitos de miriti, aproximando ainda mais as pessoas da realidade amazônica”, informou a secretária-adjunta da Semas, Lília Reis.

Um dos visitantes do estande da Semas, o analista ambiental José Xavier, do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), disse que ficou encantado com o que foi apresentado pela Semas, seja no âmbito das políticas ambientais, quanto nos preparativos de qualificação e infraestrutura da cidade-sede da COP 30.

“Estou aqui no estande da Semas, que mostrou os projetos incríveis que estão fazendo. Preparação para a COP 30, melhoria e qualificação da cidade, infraestrutura, instrumentos públicos, sendo melhorados, qualificados e criados para receber esse evento, e realmente mostrar a beleza que é a Amazônia. Eu fico encantado cada vez que venho. É um estado muito bonito, cada vez está se desenvolvendo mais. A questão da bioeconomia, que tem um potencial gigantesco aqui, a produção de materiais ecossustentáveis, materiais que são exclusivos dessa região, que podem ser difundidos no País e, quem sabe, no mundo”, ressaltou o analista do MMA.

Experiência amazônica – Óculos de realidade virtual feitos de miriti vêm sendo usados pela Semas, a partir do “Junho Verde”, para aproximar, ainda mais, as pessoas dos programas, serviços, iniciativas e das vivências amazônicas no Pará.

“Temos hoje aqui também os nossos óculos de realidade virtual, por meio dos quais conseguimos visualizar os espaços da cidade. Vendo, por exemplo, os pontos turísticos da cidade, conseguimos visualizar vários ambientes como os rios, os passeios de barco, a colheita do açaí, escutar os barulhos, e sensorialmente estar dentro de uma floresta, ver o ecossistema”, destacou a coordenadora da Política Estadual de Bioeconomia da Semas, Jéssica Brilhante.

Texto: Lucas Quirino – Ascom/Semas

Fonte: Agência Pará/Foto: Izabela Nascimento/Ascom Semas

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo