domingo, julho 14, 2024
Desde 1876

Pará tem redução de 38% nos alertas de desmatamento em junho de 2024, segundo o Inpe

Em junho deste ano, o Estado do Pará registrou 38% de redução nos alertas de desmatamento, no comparativo com o mesmo período de 2023, conforme os dados oficiais do Sistema de Detecção tdo Desmatamento em Tempo Real (Deter) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
De acordo com o relatório, foram registrados neste período, 186 km² de área recoberta por alertas, contra 302 km² do ano passado. Em área, essa redução foi de 116 km².
“Os investimentos estaduais em inteligência e a integração das forças de segurança têm sido fundamentais para a redução significativa dos alertas de desmatamento no Pará. Através de uma abordagem coordenada, envolvendo o uso de tecnologias avançadas de monitoramento e análise de dados, estamos conseguindo combater os ilícitos ambientais de forma mais eficaz. Essa estratégia fortalece a fiscalização e a aplicação da lei, e promove a sustentabilidade, protegendo a nossa floresta e garantindo um futuro mais verde para as próximas gerações. O compromisso do governo do Pará com a preservação ambiental é um exemplo de como políticas bem implementadas podem gerar resultados concretos e positivos”, avaliou o governador do Pará, Helder Barbalho.
Ainda conforme o levantamento, o valor registrado em junho de 2024 é o menor de toda a série histórica, de 2019 a 2024, para o mês é 66% inferior ao registrado no ano de 2020, quando a área recoberta por alertas de desmatamento foi de 549 km².
O documento aponta que no acumulado de agosto de 2023 a junho de 2024, referente ao ano Prodes, que vai de agosto de um ano até julho do ano seguinte, a área recoberta por alertas de desmatamento no Pará, é de 1.396 km². Este número é 47% menor que o registrado no mesmo período do no passado, quando a área foi de 2.642 km². A diminuição equivale a 1.246km².

AMAZÔNIA LEGAL

O relatório aponta que na Amazônia Legal, também houve redução. A área recoberta por alertas em junho foi de 457 km², o que representa uma redução de 31% em relação ao mesmo período de 2023, quando foram registrados 663 km². Em área, a redução é de 206 km².
Dos 206 km² de redução na Amazônia Legal, o Estado do Pará contribuiu com 50% (116 km²), seguido do Mato Grosso com 36% desse montante, ou 84 km².
Entre os meses de agosto de 2023 e junho de 2024, o Pará contribuiu com 33%, ou 1.246 km² dos 3.808 km² de redução dos alertas na Amazônia Legal, a maior contribuição. Em seguida, vem do estado do Mato Grosso com 26% (994 km²), seguido do Amazonas com 20% (777 km²).
“A redução do desmatamento no Pará é consistente, fruto de um trabalho conjunto, que envolve agentes ambientais e as forças de segurança com um objetivo em comum: coibir os ilícitos ambientais, desestimulando práticas que antes eram predominantes e para as quais o estado não tinha controle. Agora, na gestão do governador Helder Barbalho, com a Força Estadual de Combate ao Desmatamento e com as operações Curupira e Amazônia Viva, estamos conseguindo agir onde esses ilícitos aconteciam de forma eficaz, produzindo resultados comprovados pelo Inpe, que é fonte oficial”, explica o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará, Mauro O’de Almeida.

REDUÇÃO

Em junho, nos 15 municípios incluídos no Decreto de Emergência Ambiental do Governo do Estado, houve redução de 46%. Conforme os dados oficiais, a área recoberta por alertas de desmatamento em Altamira, Anapu, São Félix do Xingu, Pacajá, Novo Progresso, Itaituba, Portel, Senador José Porfírio, Novo Repartimento, Uruará, Rurópolis, Placas, Trairão, Jacareacanga e Medicilândia foi de 126 km² e em 2023 a área era de 220 km².
Em 2023, estes 15 municípios responderam por 73% de todo o desmatamento registrado no Estado do Pará, em junho, que foi de 302 km². Em 2024, a contribuição deles foi de 68%, e o desmatamento no Estado foi de 186 km².
No acumulado entre o mês de agosto de 2023 e junho de 2024, nos 15 municípios paraenses, referente ao ano Prodes 2024, a área recoberta por alertas de desmatamento é de 725,4 km², enquanto no mesmo período do ano Prodes 2023 a área foi de 1.869,4 km². A redução é de 61%, o equivalente a 1.144km².
As maiores reduções foram registradas nos municípios de Portel, São Félix do Xingu e Altamira, com redução em área de 168; 167 e 153 km², respectivamente.
A participação destes 15 municípios, na contagem geral do desmatamento do Estado, no mesmo período, também apresentou queda. Em 2023, o Estado registrou área desmatada de 2.642km², com participação de 71% destas localidades. Em 2024, a área estadual é de 1.396 km² e a participação deles é de 52%.

Imagem: Agência Pará de Notícias

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo