quarta-feira, julho 17, 2024
Desde 1876

Prefeitura de Ananindeua realiza ato público “Faça Bonito: vai à praça”

A Prefeitura de Ananindeua, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Trabalho (SEMCAT), em parceria com diversos órgãos, realizou na manhã do último dia 29 o Ato Público “Faça Bonito Vai à Praça” na Praça do Complexo da Cidade Nova 8, em alusão ao Dia Nacional de Combate à Violência e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

O evento, que contou com a participação de autoridades, entidades de defesa dos direitos da criança e do adolescente e a comunidade em geral, teve como objetivo conscientizar a população sobre a importância da proteção das crianças e adolescentes contra a violência sexual.

Durante o evento, foram realizadas diversas atividades, como palestras, apresentações culturais e distribuição de material informativo. As autoridades presentes destacaram a importância da denúncia em casos de violência sexual e lembraram que o abuso sexual não se limita apenas ao estupro, mas engloba uma variedade de comportamentos que caracterizam essa violência.

O promotor da segunda promotoria da vara da criança e adolescente, Eduardo Falesi, destaca a importância do “Maio Laranja”, que tem como objetivo combater o abuso sexual infantil e juvenil.

“É muito importante a discussão desse tema para a sociedade, sendo necessário o envolvimento de todos os atores sociais na prevenção e combate a esse crime. A agressão à infância não se limita apenas ao abuso sexual, mas engloba uma variedade de comportamentos que caracterizam essa violência. A iniciativa do município de Ananindeua de promover ações durante o ‘Maio Laranja’ é elogiada, com a perspectiva de que a conscientização e proteção das crianças e adolescentes sejam uma preocupação constante ao longo de todo o ano”, explicou o Promotor.

Vanessa Costa, 29 anos, mãe do Luiz Bernardo de 4 anos, falou da importância de proteger as crianças, destacando a necessidade de os pais conversarem com seus filhos sobre temas delicados.

“Os pais também têm um papel fundamental na proteção das crianças e adolescentes. É importante conversar com os filhos sobre temas delicados, como o toque e a segurança. A clareza na comunicação com as crianças é essencial para que elas se sintam seguras para falar sobre qualquer problema”, falou Vanessa.

Grace Soares, secretária da SEMCAT, mencionou a importância do movimento de mobilização na praça como culminância do mês de maio laranja, em referência ao dia 18 de maio, dedicado ao combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Durante todo o mês, a secretaria, em parceria com educação, saúde, conselhos tutelares e conselhos de direito, mobilizou a sociedade através das escolas para divulgar informações sobre canais de denúncia e defesa. O movimento ‘Faça Bonito Vai à Praça’ busca dar visibilidade para a causa e reúne os atores envolvidos na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, divulgando informações por meio de panfletos e atividades para o público jovem. Além disso, são oferecidas atividades como hip-hop, dança, pintura e desenhos direcionados pelas equipes nas unidades CRAS e CREAS”, explicou a Secretária.

Zuliene Martins, coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Santana do Aurá, mencionou o trabalho de proteção social básica realizado no local, abrangendo todos os ciclos de vida, desde gestantes até pessoas com mais de 60 anos.

“O trabalho é preventivo e inclui oficinas, orientações sociais, esportes e lazer, com foco em temáticas preventivas como a campanha ‘Faça Bonito’ de combate ao abuso e exploração sexual infantil. Esse trabalho é diário e contínuo, realizado por uma equipe qualificada. A presença de diversas secretarias, como a educação, destaca a importância do evento para dar visibilidade ao trabalho executado e garantir direitos através de atendimento especializado”, falou Zuliene.

COMBATE

O combate à violência sexual contra crianças e adolescentes é uma responsabilidade de toda a sociedade. É importante denunciar qualquer caso de suspeita e contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e protegida para nossas crianças. O Disque 100 atende casos de violação dos direitos humanos.

Imagens: Ananews

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo