quarta-feira, julho 24, 2024
Desde 1876

Barcarena vai universalizar água e esgoto até o fim de 2025

Foi lançado nesta quarta-feira, 03, o programa Trata Bem Barcarena. A iniciativa ampliará o acesso à água potável e esgoto tratado para todas as regiões do município. Mais de 120 mil pessoas serão beneficiadas com as obras, que incluem a implantação de mais de 100 quilômetros de novas redes de água tratada e ampliação das Estações de Captação e Tratamento de Água. No esgoto, serão mais de 260 quilômetros de novas tubulações implantadas, além da construção de seis novas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE´s) e 33 estações elevatórias.

O programa é uma parceria da Águas de São Francisco, concessionária que trata água e esgoto no município, e da Prefeitura de Barcarena. Serão investidos R$ 150, para antecipar as metas do Novo Marco do Saneamento, previstas para 10 anos.

“Ter esgoto tratado e água de qualidade é cuidar das pessoas. Quando se investe nessa área, você está pensando em dignidade, em saúde e qualidade de vida para todo mundo. Barcarena abraça essa ideia porque é importante no sentido de cuidar de cada cidadão do nosso município”, afirmou o prefeito de Barcarena, Renato Ogawa, durante a cerimônia de lançamento do programa.

Com os investimentos, o acesso à água potável chegará a 99% e esgotamento sanitário, 90%, até 2025, ano em que o Estado sediará COP 30, o que elevará Barcarena à categoria de primeira cidade do Pará a contar com água e esgoto tratados para toda sua população, além de ser a primeira Norte do país, entre cidades que não são capitais, a alcançar as metas estabelecidas pelo Novo Marco do Saneamento.  

O diretor-presidente da Águas de São Francisco, Diego Dal Magro, ressalta que o Trata Bem Barcarena vai além das obras de infraestrutura, mas é uma referência nacional nos serviços de água e esgoto. “Hoje, o Trata Bem Barcarena é um símbolo da universalização do saneamento. O Brasil vem discutindo isso nos últimos anos de forma intensa pelo Marco Legal do Saneamento, com o objetivo de universalizar esse serviço nas cidades do Brasil até 2033. Mas Barcarena está antecipando para 2025. Além da infraestrutura, teremos todo o empenho de bater de porta em porta para falar sobre como o saneamento realmente impacta na saúde preventiva e no impacto ao meio ambiente”, destaca.

A oficial de comunicação do Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF) em Belém, Ida Pietricovski, também destacou a importância das parcerias para garantir direitos humanos fundamentais, como a água potável. “A Amazônia é uma região com muita água e, no entanto, sem água de qualidade. Então esse é um marco fundamental quando você fala em direito de crianças e adolescentes. A primeira coisa que vem é como é se banha, cuida e alimenta uma criança? Então, eu acho que fazer essa parceria entre a Prefeitura e a Águas de São Francisco é fundamental, considerando que Barcarena vem tendo uma agenda importante no compromisso com o direito da criança adolescente por meio do Selo UNICEF”, relata.

SANEAMENTO EM PAUTA

Na região Norte, segundo dados do Instituto Trata Brasil, a média de tratamento de esgoto é a mais baixa do país. Apenas 12% da população tem acesso a coleta de esgoto e quase metade da água potável produzida é desperdiçada.

“A gente ainda tem no país 32 milhões de brasileiros sem acesso à água tratada e 90 milhões sem coleta e tratamento de esgoto, então o tema tem uma urgência nacional. Quando se leva o saneamento básico para as pessoas, a gente está falando de abrir a torneira em casa e ter água disponível para toda a atividade doméstica, para manusear o alimento, para lavar roupa, para consumir água de qualidade. Existe ganho para as pessoas e também para a coletividade, contribuindo para o desenvolvimento do país”, destaca o coordenador de relações institucionais do Trata Brasil, André Machado.

AUTORIDADES

A mesa da cerimônia de lançamento do programa Trata Bem Barcarena também contou com a presença da vice-prefeita de Barcarena, Cristina Vilaça; do deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar para a COP 30, Lu Ogawa; da secretária de Estado das Cidades e da Integração Regional, Fernanda Paes; do vereador de Barcarena, Paulo Ronildo; do presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Pará, Líbio Moura; e do presidente do conselho da cidade, Tom Miranda.

Imagens: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo