domingo, julho 14, 2024
Desde 1876

Hospital Metropolitano sensibiliza para prevenção de queimaduras

Neste mês, a campanha “Junho Laranja” chama a atenção para a prevenção de queimaduras e busca conscientizar a população sobre os riscos dessas lesões e as medidas para evitá-las.

Ao encontro do esforço nacional para minimizar danos à saúde, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), única unidade hospitalar com um Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) na região Norte, se destaca com ações voltadas para a informação e prevenção.

“Dentro e fora do Hospital, realizamos diversas atividades voltadas para o conhecimento sobre esses acidentes. A conscientização é fundamental. Muitas queimaduras poderiam ser evitadas com cuidados simples no dia a dia”, pontua a coordenadora do CTQ, Nellyane Ferro.

Comprovação disso foi a atividade “Prevenir é o melhor tratamento” na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Padre Bruno Sechi, localizada no conjunto Satélite, em Belém.

Na ocasião, cerca de 70 alunos assistiram à palestra educacional, com simulações de acidentes com fogão, panelas, forno, além de um aparelho celular e até ferro de passar roupa, itens produzidos por profissionais de saúde do hospital. 

Para a coordenadora, a atividade teve o objetivo de tornar os pequenos participantes em multiplicadores de ações que coíbem acidentes com queimaduras. “As crianças têm muita facilidade em reproduzir o que aprendem. O nosso objetivo com a ação foi torná-las multiplicadoras dessas ações, principalmente dentro de casa, para prevenir graves acidentes envolvendo queimaduras. O assunto vai de encontro com a temática da campanha nacional, cujo tema é ‘Queimaduras. Na minha casa não!’, ou seja, um lugar que deveria ser seguro, muitas vezes, não é”, diz.

Atento à explicação, o estudante Jorge Miguel, de oito anos, pontua o que aprendeu. “Eu aprendi a não fazer atitudes que podem ocasionar um acidente, entre elas não usar o fogão, não pegar nada quente. Eu já me queimei uma vez e doeu muito”, disse.

Durante brincadeira, o pequeno mencionou um acidente que quase acometeu a avó dele. “A minha avó usava muito o celular enquanto estava carregando e a bateria estufou. Ela precisou levar na assistência para ser trocada. Estava quase para explodir”, lembrou o menino.

Michelle Sousa, diretora da escola, afirma que a importância da ação se dá na multiplicação das informações, principalmente no ambiente familiar dos estudantes. 

“A multiplicação dos saberes é extremamente importante. A criança, quando tem essa vivência na escola, de como prevenir, se resguardar, repassa para o adulto em casa. Eles são multiplicadores dessas informações positivas, desse cuidado e a escola é um espaço maravilhoso para que eles possam receber essas informações, se apropriem e multipliquem lá fora, para as famílias, vizinhos e até para o outro colega na rua que ele esteja brincando”, pontua Michelle Sousa, diretora da escola.

Referência – Criado pelo Governo do Pará, o centro de tratamento especializado voltado exclusivamente para queimaduras do Metropolitano recebe pacientes de diversos municípios do Pará e oferece atendimento integral, desde o atendimento emergencial à reabilitação. 

Somente em 2023, 616 pessoas, adultos e crianças, vítimas de queimaduras, foram atendidas no Centro. De janeiro a maio deste ano, já foram 251.

A estrutura conta com 20 leitos, sendo 18 enfermarias e dois de Tratamento Intensivo e equipe especializada, incluindo cirurgiões plásticos e outras especialidades para entregar assistência contínua, contribuindo, significativamente, para a recuperação dos pacientes e para a melhoria da qualidade de vida após uma lesão.

Fonte: Agência Pará/Foto: Ascom/HMUE

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo