sábado, abril 13, 2024
Desde 1876

Lula chama Israel de genocida e defende a criação da Palestina

Nesta sexta-feira (23), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a atacar Israel, chamando o Estado de “genocida” e defendendo a criação do Estado da Palestina. A fala foi dita em um evento no Rio de Janeiro e retransmitida no X, antigo Twitter, na conta oficial do petista.

– Eu sou favorável à criação do Estado Palestino livre e soberano. Que possa esse Estado Palestino viver em harmonia com o Estado de Israel. O que o governo de Estado de Israel está fazendo não é guerra, é genocídio. Crianças e mulheres estão sendo assassinadas – disse Lula.

O líder brasileiro disse também para que as pessoas leiam a entrevista que ele deu, no lugar de julgá-lo segundo a fala do primeiro-ministro de Israel.

– Não tentem interpretar a entrevista que eu dei. Leiam a entrevista e parem de me julgar a partir da fala do primeiro-ministro de Israel.

LULA X ISRAEL
No último domingo (18), Lula criticou o ataque à Faixa de Gaza por Israel e comparou a situação com o que Adolf Hitler fez com os judeus na 2ª Guerra Mundial.

Após o episódio, o governo israelense classificou Lula como “persona non grata” e chamou o embaixador brasileiro no país para prestar esclarecimentos. Em seguida, o governo Brasil chamou seu embaixador de volta ao país para consulta.

O perfil é administrado pelo Ministério das Relações Exteriores de Israel.

– Antes ou depois que Lula se mostrou como um total negacionista do Holocausto? – diz o governo israelense na publicação.

A nova fala do petista pode prejudicar ainda mais as relações diplomáticas entre os países.

Fonte: Pleno News/Foto: Ricardo Stuckert / PR

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo