quarta-feira, abril 24, 2024
Desde 1876

Pará é pioneiro em capacitação de agentes para atendimento à população de rua

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Diretoria de Políticas de Prevenção e Defesa Social (DPS), em parceria com a Prefeitura de Belém por meio da Funpapa (Fundação Papa João XXIII), iniciou,na manhã desta terça-feira, 26, a primeira capacitação do Brasil, direcionada aos agentes de segurança. O curo “Atendimento Direcionado à População em Situação de Rua” objetiva a prestação de um atendimento mais sensibilizado e humanizado às pessoas em condições de vulnerabilidade nas ruas. 

“Essa é uma capacitação desenvolvida em rede para que possamos atuar com qualificação e entendimento de que as abordagens policiais devam ser executadas de forma mais direcionada à grupos mais vulneráveis, como os que vivem em situação de rua, visto que é uma necessidade já apontada pelo Ministério Público, Defensoria Pública e órgãos do Judiciário. Hoje o nosso estado inicia hoje o primeiro movimento de capacitação dos seus agentes para que possamos nos adequar a novas realidades e necessidades que se abrem para que nossos policiais possam agir dentro da Lei, com maior entendimento do seu papel junto à sociedade”, destacou o secretário de Segurança Pública do Pará, Ualame Machado.

Durante o encontro serão abordadas temáticas como: As políticas de assistência; A pessoa em situação de rua; Da realidade do Brasil e do Pará, e ainda, serão realizadas oficinas e dinâmicas interativas para que os agentes possam aprender e entender melhor o contexto da vulnerabilidade da população e dialogar de forma sistemática o trabalho de assistência social e segurança pública.

A coordenadora das ações de média complexidade da Funpapa, Cassiana Silveira, uma das palestrantes da capacitação, ressalta a política de assistência voltada a esses grupos. “A política de assistência é muito importante nesse contexto da pessoa em situação de rua, e o objetivo da formação é trazer um atendimento mais específico, sensibilizar o efetivo e desenvolver uma forma mais humanizada de tratar essa população. O nosso papel aqui é contribuir com essa assistência, mostrando a realidade em que vivem e como eles podem atuar, de acordo com o que o país vem construindo para se adequar às necessidades de abordagem diferenciada para quem mora nas ruas” disse.

Para o diretor da DPS, coronel PM Castro Alves essa é mais uma estratégia importante e pioneira em que o estado se apresenta para adequação do sistema de segurança no atendimento aos vulneráveis. “Nosso papel é integrar as forças para que possamos adequar nossa abordagem policial, junto a essas pessoas, evitando incidentes e repercussões desagradáveis que implicam na atuação dos policiais. Com essa capacitação podemos iniciar um trabalho de construção mais linear e sistêmico, com objetivo de melhorar ainda mais as abordagens policiais visando a humanização e o direcionamento para as redes de assistência”, falou o diretor da DPS. 

O Instituto de Ensino de Segurança do Pará, Iesp, participou da construção pedagógica do curso com ação multidisciplinar para atendimento direcionado à população mais vulnerável. “Essa capacitação foi construída para que pudessem mostrar aos nossos agentes, como atuar diante de uma população em situação de risco, atendendo suas necessidades, compreendendo sua realidade para o melhor encaminhamento à rede de apoio e  proteção à essa população”, analisou o coordenador de ensino do Instituto, coronel PM Jorge Vasconcelos.

Fonte: Agência Pará/Foto: Cesar Filho/Ascom SEGUP

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo