quarta-feira, junho 19, 2024
Desde 1876

Cidades paraenses estão fora do ranking das mais violentas do mundo

O Estado do Pará mais uma vez é destaque em um estudo internacional, que aponta que nenhuma cidade paraense figura na lista entre as cidades mais violentas do mundo. Os dados foram divulgados na última segunda-feira, 27, pela plataforma Numbeo.com, que reúne um banco de dados global sobre condições de vida em cidades com informações sobre qualidade de vida e indicadores de criminalidade baseados na percepção pessoal de visitantes e turistas.

“Mais uma vez o Pará conquista um resultado positivo em um estudo internacional feito por um instituto europeu, onde foram avaliadas centenas de cidades e 346 figuraram no ranking das cidades mais violentas do mundo e na lista não aparece nenhuma cidade do Pará dentre as mais violentas. Outras cidades do Brasil aparecem nessa lista, a exemplo do Rio de Janeiro, Fortaleza e Belo Horizonte. Isso demonstram todo o aparato e estratégia que vem sendo realizada pelas forças de segurança e que estão impactando de forma muito positiva na sensação de segurança dos paraenses e daqueles que visitam a nossa cidade”, disse o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

Os dados são reflexos dos esforços dos últimos cinco anos no combate à criminalidade e estudos estratégicos para redução dos índices de violência. Em relação a 2018, o Pará apresentou uma queda de 49% nos números de homicídios em 2023, com menos de 2 mil casos registrados, além de também apresentar uma redução histórica nos homicídios desde 2010: de janeiro a dezembro, ocorrera um total de 1.963 homicídios, indicando uma redução de 13% se comparado a 2022 e de 48,18% em relação ao ano de 2018.

Já nos quatro primeiros meses de 2024, o Estado do Pará computou uma redução de 58% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) em relação ao comparativo de janeiro a abril dos últimos seis anos. De 1 de janeiro a 23 de maio, conforme a Secretaria de Inteligência e Análise Criminal (Siac), o Pará reduziu o número de CVLIs, preservando mil vidas durante esse período, comparado com o ano de 2018.

“O uso de novas tecnologias em todo o Estado, aliado a entrega de equipamentos para as forças de segurança, formação de novos concursos públicos, ainda, estudos estratégicos para combate e prevenção seguem alcançando resultados muito favoráveis, conforme apontam vários estudos nacionais e internacionais que estão sendo divulgados”, ressaltou o titular da Segup.

Os dados levantados pela Organização Internacional “Segurança, Justiça e Paz”, do México, referente aos dados do ano de 2022, retirou Belém e demais municípios paraenses das cidades mais violentas do mundo. Conforme o levantamento feito pela organização mexicana, o qual é realizado desde 2008, a capital paraense figurou por dois anos com um índice de criminalidade em alta. Em 2017, a capital paraense esteve na 10ª posição, e na 12ª, em 2018. Anos atrás, Belém também esteve inclusa como a cidade mais violenta do país, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Fonte: Agência Pará/Foto: Bruno Cecim/Ag Pará

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo