segunda-feira, junho 24, 2024
Desde 1876

Dia Internacional da Mulher: MPF recomenda ações para diagnóstico precoce da endometriose no Pará

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher e à campanha Março Amarelo, o Ministério Público Federal (MPF) expediu, nesta sexta-feira, 08, recomendação para que o Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde do Pará e secretarias da Saúde de 14 municípios paraenses adotem medidas que viabilizem o diagnóstico precoce da endometriose. Segundo dados do Ministério da Saúde, a doença afeta 7 milhões de brasileiras e o diagnóstico tardio pode gerar uma série de complicações, como casos de infertilidade.

O objetivo da recomendação, que foi assinada por 31 procuradores da República que atuam no Pará, é reduzir o tempo de espera das consultas ginecológicas e dos exames clínicos e de imagem que possibilitam o diagnóstico precoce da endometriose.

O documento recomenda que a consulta ginecológica deverá ser realizada em até 30 dias após o agendamento e que os exames de sangue marcador tumoral CA-125, de ultrassonografia transvaginal com preparo intestinal e de ressonância magnética de pelve e videolaparoscopia deverão ser oferecidos em até 30 dias após a requisição médica.

O MPF também pede que as secretarias de Saúde adotem os atos administrativos necessários para a concretização das medidas recomendadas, como realização de concurso público para contratação de pessoal, inclusive de médicos ginecologistas, radiologistas e tecnólogos; aquisição e manutenção periódica de aparelhos de ultrassonografia e ressonância magnética; contratos, parcerias, cooperações, convênios, acordos, inclusive para repasse de recursos, entre outros. Já o Ministério da Saúde deverá dar apoio técnico e financeiro ao estado do Pará e aos municípios para atendimento da recomendação.

Todos os citados na recomendação têm prazo de 15 dias, a contar do recebimento, para informar sobre o seu acatamento ou não, e sobre as providências tomadas para seu atendimento. Além do Ministério da Saúde e da Secretaria da Saúde do Pará, foram citados os municípios de Altamira, Abaetetuba, Ananindeua, Barcarena, Belém, Bragança, Breves, Cametá, Castanhal, Itaituba, Marituba, Paragominas, Santarém e Tucuruí.

Março Amarelo – A campanha Março Amarelo tem como finalidade conscientizar a sociedade sobre os sinais, sintomas, prevenção, diagnóstico e tratamento da endometriose. A doença é dolorosa, incapacitante e a principal causa de infertilidade entre as mulheres. Uma em cada dez mulheres sofre com endometriose no Brasil, 57% das pacientes têm dores crônicas e mais de 30% dos casos levam à infertilidade.

A recomendação do MPF aponta que o diagnóstico precoce da endometriose é essencial para oferecer às mulheres afetadas a oportunidade de controlar a condição, aliviar os sintomas, preservar a fertilidade e prevenir complicações futuras.

Uma abordagem abrangente, envolvendo conscientização, educação e intervenção médica é crucial para melhorar a qualidade de vida das mulheres afetadas por essa condição. “A importância do diagnóstico precoce da endometriose transcende os limites da esfera médica, permeando aspectos cruciais da qualidade de vida, bem-estar emocional e reprodutivo das mulheres afetadas. A complexidade dessa condição, muitas vezes subestimada, ressalta a necessidade premente de abordagens proativas na identificação e manejo dos sintomas”, destaca o MPF na recomendação.

Ilustração: MPF

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo