segunda-feira, abril 22, 2024
Desde 1876

“Hamas é resistência”: Afirma criadora da ideologia de gênero

A escritora Judith Butler, criadora da ideologia de gênero, classificou o ataque terrorista do Hamas em 7 de outubro de 2023 como uma revolta e “resistência armada”. Segundo ela, é mais “honesto”, e “historicamente mais correto”, pensar dessa forma.

– Podemos ter posições diferentes sobre o Hamas como organização política, bem como sobre a resistência armada. Mas penso que é mais honesto, e historicamente mais correto, dizer que a revolta de 7 de outubro foi um ato de resistência armada – disse.

As declarações foram dadas em Paris, na França, no espaço associativo do Relais de Pantin, por iniciativa da mídia Paroles d’Honneur e associações pró-palestinas, decoloniais e antissionistas. As informações são do Antagonista.

– Não é um ataque terrorista, não é um ataque antissemita: foi um ataque contra israelenses. E você sabe, eu não gostei desse ataque, eu disse isso publicamente. (…) Porém, eu seria muito estúpida se decidisse que a única violência nesta região é contra o povo israelense – afirmou.

Butler maximizou a causa palestina em detrimento do sofrimento dos israelenses.

– A violência contra os palestinos ocorre há décadas. [7 de outubro] Foi uma revolta que resultou de uma situação de submissão e contra um aparelho estatal violento. Agora, sejamos claros: podemos ser a favor ou contra a resistência armada, a favor ou contra o Hamas, mas vamos pelo menos concordar com o termo resistência armada, e então poderemos debater se eles fizeram o que precisava ser feito, ou se existem outras estratégias.

A ativista é atualmente convidada de honra da École Normale Supérieure da rue d’Ulm em Paris.

Fonte: Pleno News/Foto: EFE/ Alejandro García

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo