sábado, abril 13, 2024
Desde 1876

Choquei não será indiciada por caso Jéssica x Whindersson

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito envolvendo o caso Jéssica Vitória Canedo e decidiu não indiciar o proprietário da página Choquei, Raphael de Souza, nem os demais responsáveis pelas páginas de fofoca que divulgaram o conteúdo falso envolvendo Whindersson Nunes.

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (6), as autoridades também relataram uma reviravolta no caso: De acordo com os investigadores, a própria jovem forjou os prints contendo as mensagens românticas com Whindersson. A polícia também afirma que Jéssica foi a responsável por enviar o conteúdo para as páginas de fofoca por meio de contas falsas que ela mesma criou.

As autoridades chegaram a tais conclusões após verificarem o celular da jovem.

– O que nós apuramos e concluímos com essa investigação: todas essas notícias que foram veiculadas e tudo isso que foi noticiado pelas páginas de notícia foi criado e partiu da própria jovem. Ela fez toda a montagem e ela divulgou para as páginas de notícias, esse suposto relacionamento dela com o humorista [Whindersson] – disse o delegado Felipe Oliveira Monteiro.

Na ocasião, a jovem e o comediante negaram o romance e disseram que as conversas tinham sido forjadas. Fortemente atacada nas redes sociais, Jéssica não resistiu ao cancelamento e suicidou-se em dezembro, causando comoção nacional. A jovem estava em tratamento contra depressão.

Além disso, a polícia também descobriu que uma internauta de 18 anos incentivou Jéssica a tirar a própria vida. A suspeita foi indiciada e responderá por instigação ao suicídio.

– Ao final das investigações, foi identificado que Jéssica recebeu uma mensagem cujo conteúdo a instigava a cometer autoextermínio. A autora da mensagem, uma jovem de 18 anos, da cidade de Rio das Ostras/RJ, foi identificada e indiciada pelo crime de instigação ao suicídio – acrescentam os investigadores.

A apuração foi concluída nesta quarta, após o depoimento de oito pessoas ligadas ao caso. Entre elas, Whindersson Nunes, Raphael Souza, além das amigas e a mãe de Jéssica, Inês de Oliveira.

BUSQUE AJUDA
No Brasil, o Centro de Valorização da Vida é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio. Para pedir ajuda, ligue para o número 188 ou acesse o site.

Fonte: Pleno News/Foto: Reprodução/Redes Sociais

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo