segunda-feira, abril 22, 2024
Desde 1876

Na mira da PF, pastor se diz arrependido da “bolsonarização”

O pastor Anderson Silva gravou um vídeo para falar sobre alguns arrependimentos que tem, entre eles a forma como se envolveu politicamente. Segundo ele, a “bolsonarização” prejudicou seu ministério.

– Eu quero me arrepender da bolsonarização do meu ministério. Eu alertei sobre isso e preguei sobre isso. Eu sou bolsonarista, mas não sou bolsominion (…) se a gente esquerdizar ou bolsonarizar, a gente estará perdendo o Evangelho e, mesmo fazendo esse alerta, perdi gente. Eu não posso ser um pastor bolsonarista, eu sou um pastor – declarou.

Silva está na mira da Polícia Federal (PF) por ter dito em um podcast que ora para que Deus “arrebentasse a mandíbula” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No vídeo, o pastor chega a citar a situação com a polícia e deixa a entender que se arrepende de ter falado a frase polêmica.

O pastor também ressaltou que considera um “desrespeito a Jesus ter um pastor de direita ou de esquerda porque a função de um pastor é estabelecer o reino de Deus na terra”. Ele também se coloca como “um dos responsáveis por essa bolsonarização”.

Fonte: Pleno NEws/ Foto: Instagram @pastorandersonsilvaorg

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo