quarta-feira, junho 19, 2024
Desde 1876

Norte Energia se destaca no mercado de certificados internacionais de energia renovável

Comprometida com a redução de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), a Norte Energia, concessionária da Usina Hidrelétrica Belo Monte, vem se destacando no mercado internacional de certificados de energia renovável, os I-RECs. Nos últimos dois anos, a empresa negociou 2,1 milhões de certificados para unidades consumidoras sediadas no Brasil, Argentina, Colômbia, Uruguai e Austrália.
Cada I-REC equivale a 1 MWh de energia gerada e ao adquiri-los, as empresas conseguem neutralizar as emissões GEE de Escopo 2 (relacionados ao consumo de energia elétrica). Os certificados comprovam que a energia utilizada é de origem renovável.
Desde 2022, a Norte Energia comercializa os certificados de energia renovável para organizações que buscam neutralizar suas emissões. Só no ano passado, a empresa negociou 1,3 milhão de I-RECs, referentes à geração de energia de Belo Monte entre os anos de 2022 e 2026.
Para se ter uma ideia, essa quantidade seria suficiente para neutralizar o consumo médio anual de 659 mil residências brasileiras, número maior do que a soma dos domicílios registrados em Belém (PA), Vitória do Xingu (PA), onde a usina está localizada, e Altamira (PA), município de influência do empreendimento. Os dados são do Censo 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Este ano, até o mês de abril, a Norte Energia comercializou 579 mil certificados, para unidades consumidoras nacionais.
“Tanto as empresas quanto os consumidores estão cada vez mais preocupados com as mudanças climáticas. Isso tem feito com que a responsabilidade socioambiental se torne um fator crucial para a reputação das empresas. A adoção de energias renováveis, nesse sentido, não apenas ajuda a diminuir as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera, mas também agrega valor aos produtos ou serviços oferecidos”, explica Victor Campos Vieira da Rosa, superintendente de portfólio e preços da Norte Energia.
A atuação da companhia segue a tendência de crescimento do mercado brasileiro de certificados de energia renovável de I-RECs entre os países do REC Standard – sistema adotado nos países da América Latina, Ásia e África, conforme o Instituto Totum, emissor dos certificados no Brasil.
Segundo o Instituto Totum, cerca de 38 milhões I-RECs, foram negociados no Brasil em 2023. Trata-se de um aumento de quase 75% frente ao volume do ano anterior, de pouco menos de 22 milhões de certificados do tipo, voltados à padronização de medidas ambientais. Com isso, de acordo com o Instituto Totum, o Brasil é o terceiro mercado mundial em certificados de energia renovável, atrás apenas da China e Emirados Árabes Unidos.

ORIGEM DA ENERGIA
O I-REC funciona como uma garantia de origem da energia elétrica. Ele comprova que cada certificado emitido corresponde a 1 MWh de energia gerada por fonte renovável, como a hídrica. A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) define como energia renovável aquelas geradas por fontes consideradas inesgotáveis, a exemplo da energia gerada pelas águas do rio Xingu na UHE Belo Monte. As fontes renováveis de energia também são consideradas limpas, pois emitem menos gases de efeito estufa (GEE).
O diretor presidente da Norte Energia, Paulo Roberto Ribeiro Pinto, enfatiza que o uso de certificados para compensação de emissões de GEE dialoga diretamente com a política ESG da Norte Energia e reitera o seu compromisso com a produção de energia limpa e renovável e a temática de mudanças climáticas.

Imagem: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo