quinta-feira, junho 20, 2024
Desde 1876

Obra em homenagem à Amazônia é destaque na XXXVI edição do Festival Internacional de Música do Pará

A Amazônia será o tema da XXXVI edição do Festival Internacional de Música do Pará, grande evento que acontece de 2 a 9 de junho, em diversos espaços culturais e históricos da capital paraense, Belém. A grandeza e diversidade amazônica estará representada especialmente na obra “A Floresta do Amazonas”, escrita em 1958 pelo maestro e compositor brasileiro, Heitor Villa-Lobos, e será apresentada pela Orquestra Sinfônica do festival, acompanhada de um coral masculino com 40 vozes, além da regência da maestra carioca Alba Bonfim e a participação da soprano argentina, Rosana Schiavi como solista, no dia 9 de junho, às 20h, no Theatro da Paz.

Considerada uma das mais importantes e eloquentes da música brasileira, a obra foi escrita por Heitor Villa-Lobos, em 1958, para ser a trilha sonora do filme “Green Mansions”, do diretor Mel Ferrer, estrelado também, por Audrey Hepburn e Anthony Perkins. Durante sua trajetória, o compositor adaptou a obra para uma versão sinfônica, possibilitando a apresentação em diversas salas de concerto ao longo dos anos.

Ao longo da apresentação da obra é possível identificar os elementos fundamentais que compõem a Região Amazônica, como a diversidade da fauna e flora, a manifestação dos povos indígenas, além da profundidade e beleza da atmosfera amazônica, que são apresentados com grande elegância e inteligência, sendo o grande diferencial do estilo de Villa-Lobos.

Conforme o superintendente da Fundação Carlos Gomes, Gabriel Titan, a escolha da obra para encerrar a programação tem o objetivo de valorizar a grandiosidade e importância da floresta Amazônica. “Nós queremos apresentar ao público essa obra emblemática, que reúne movimentos musicais executados pela nossa grande orquestra que transmitirá a beleza e diversidade da nossa região. Desta vez, convidamos a grande maestra Alba Bonfim, que conduzirá de maneira sensível a apresentação do encerramento do festival”, destacou.

MAESTRA

A maestra Alba Bomfim é um dos grandes destaques que estará no festival, sendo considerada um dos nomes importantes da grande geração de regentes brasileiros devido ao seu ecletismo, excelência com as orquestras e o público. Alba regeu orquestras internacionais de grande importância cultural como a BBC Concert Orchestra, The Dallas Opera, Orquestra Filarmonia das Beiras e Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo.

Em Belém, para participar da programação, a maestrina ressalta a importância de apresentar uma das grandes obras da música clássica brasileira. “Poder fazer música com artistas brasileiros e estrangeiros em um festival de excelência e que em 2024 terá em seu concerto de encerramento uma das obras mais emblemáticas de Villa-Lobos, certamente será um divisor de águas em minha trajetória artística”, destacou.

A maestra também ressalta que a obra-prima escolhida como destaque dentro da programação do FIMUPA é  uma preciosa herança sobre a Amazônia enquanto pulmão do mundo. “A riqueza da paisagem sonora que o compositor nos apresenta, o modo como ele orquestra tantas famílias de instrumentos, a presença do coro masculino e a solista (soprano), a quantidade de músicos no palco. Tudo soa grandioso, imponente ou gigantesco”, enfatizou.

PROGRAMAÇÃO

A 36° edição do Festival Internacional de Música do Pará (XXXVI FIMUPA) é promovida pelo Ministério da Cultura e o Governo do Pará, por meio da Fundação Carlos Gomes (FCG). A programação será realizada na capital paraense período de 2 a 9 de junho, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), Fundação Cultural do Estado do Pará (FCP), Fundação Amazônica de Música e patrocínio do Instituto Cultural Vale, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

O evento vai contar com atividades pedagógicas e mais de 20 concertos com músicos do Brasil e de outros países, que serão realizados em cinco espaços culturais e históricos: Theatro da Paz, Sala Ettore Bosio do Instituto Estadual Carlos Gomes, Capela de São José do Espaço São José Liberto, Igreja de Santo Alexandre e Teatro Waldemar Henrique. Com o objetivo de oportunizar a troca de experiência entre os músicos de diversas partes do Brasil e do mundo, o festival foi criado há 37 anos e tem a finalidade de proporcionar ao público paraense um encontro com músicos reconhecidos em nível local, nacional e internacional.

Serviço:

XXXVI edição do Festival Internacional de Música do Pará

Data: 02 a 09 de junho

Imagem: Rodrigo Pinheiro / Agência Pará de Notícias

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo