sábado, abril 13, 2024
Desde 1876

PF prende cinco pessoas por contrabando de cigarro

Cinco pessoas foram presas e cerca de 200 mil maços de cigarros apreendidos em operação da Polícia Federal com a Marinha do Brasil. A carga estava em um barco pesqueiro, abordado no início da tarde de ontem, terça-feira, 02, na área marítima do Arquipélago do Marajó.


Em uma busca preliminar, também foram apreendidos na embarcação R$ 4,5 mil e seis aparelhos celulares.


A embarcação e os tripulantes chegam a Belém na tarde desta quarta-feira, 03, sob escolta do Navio-Patrulha Guarujá, do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte (Marinha do Brasil), e de equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE) e Grupo Especial de Polícia Marítima (GEPOM), da PF.

O barco, com cerca de 20 metros de comprimento havia saído da zona portuária de Santana/AP, com destino a Abaetetuba/PA. O barco foi apreendido pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR), devido à falta de condutor habilitado e ausência de documentos.


Os cigarros apreendidos não possuem selo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo considerados ilegais no Brasil.

Em 2023, a PF apreendeu 1,1 milhão de maços de cigarros. Só nos três primeiros meses deste ano, foram apreendidos mais de seis milhões de maços.


O Código Penal Brasileiro prevê pena de reclusão, de dois a cinco anos, para o crime de contrabando, que consiste em importar ou exportar mercadoria proibida. A pena aplica-se em dobro se o crime é praticado em transporte aéreo, marítimo ou fluvial.

Imagens: Ascom/SRPF

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo