sábado, maio 25, 2024
Desde 1876

Uepa abre Semana de Enfermagem e lança programação dos 80 anos da Escola de Enfermagem

Com o tema, “Pioneirismo e Inovação do Século XXI: celebrando o passado, o presente e o futuro na Escola de Enfermagem Magalhães Barata”, o campus IV, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Escola de Enfermagem Magalhães Barata (EEMB), realizou nesta segunda-feira, 13, a abertura da Semana de Enfermagem e o lançamento da programação dos 80 anos da Escola de Enfermagem da Uepa.

Neste mês de maio, a Escola de Enfermagem da Universidade do Estado do Pará, em Belém, comemora seu 80º aniversário de implantação. A graduação de Enfermagem é o curso mais antigo da Uepa e o primeiro curso de Enfermagem do Norte do Brasil.

A coordenadora do Campus IV e do Curso de Enfermagem, Liracy Souza, falou da importância da Semana de Enfermagem, em alusão ao dia do enfermeiro (12/05) e deste momento histórico de poder lançar a programação dos 80 anos de criação da Escola de Enfermagem da Uepa.

“80 anos de enorme importância para a formação e o papel da enfermagem no Pará. E, lembramos que o Pará receberá a COP-30,  então precisamos estar atentos a todo o contexto da nossa região que repercute também na área da saúde”, afirmou a coordenadora Liracy Souza.

O curso de graduação, vinculado ao Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), segue se aprimorando, e tem também o Programa de Pós-Graduação com mestrado e doutorado em Enfermagem. Esse último se constitui no primeiro Doutorado em Enfermagem da Região Norte, em parceria da Uepa com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam).  

O evento contou com a participação do reitor, Clay Chagas; da vice-reitora da Uepa, Ilma Pastana; da vice-diretora do CCBS, Simone Beverly; da coordenadora do Campus IV e do Curso de Enfermagem, Maria Liracy Batista de Souza, e de representantes da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Nicole Vieira; do Conselho Municipal de Saúde, Daniele Cruz; do Centro Acadêmico de Enfermagem, Marcos Henrique, e de alunos, professores e demais servidores da Uepa.

Vice-reitora e enfermeira, Ilma Pastana explanou que a graduação de Enfermagem está presente em 13 municípios pela Uepa e pelo Forma Pará, com professores mestres e doutores, fazendo a Uepa avançar. “Pelos 80 anos, o curso de Enfermagem dá a base para a formação da universidade e os demais cursos. Somos o primeiro curso da instituição, e o primeiro curso que rompe ‘bolhas’ na estrutura, nas metodologias ativas, nas lutas coletivas. Romper “bolhas” é o tema da programação nacional da 85ª Semana Brasileira de Enfermagem (SBEn), que está ocorrendo neste período. Somos 3 milhões de pessoas no Brasil entre auxiliares, técnicos de enfermagem e enfermeiros. Somos o maior contingente também na área de gestão na saúde. Precisamos nos unir pela causa da enfermagem”.

A professora e enfermeira, Simone Beverly, destacou que a Uepa está com assentos nos Conselhos de Saúde do Estado e do Município, “fundamentais para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), é um avanço. Em cada microrregião do Estado, a Uepa está, isso também é avanço. Nossos alunos são o futuro da Enfermagem. É uma satisfação estar aqui homenageando nosso curso, defendendo o SUS. Viva a Escola de Enfermagem da Uepa”.

A professora foi caracterizada de Florence Nightingale, europeia, considerada a fundadora da enfermagem moderna e que obteve destaque no tratamento humanizado e no atendimento de feridos em guerras.

Para o reitor Clay Chagas, “é um ano todo de comemoração dos 80 anos da Enfermagem. E também estamos prestes a completar três anos de gestão ao lado de uma vice-reitora enfermeira. É extremamente importante a enfermagem estar ocupando os espaços. Como foi dito pela professora Simone, a Universidade hoje está nos Conselhos Estaduais e Municipais de Saúde, a Universidade pública que mais forma profissionais de saúde agora faz parte desses conselhos. Estamos com turmas de enfermagem em 13 municípios paraenses. E pretendemos levar em breve o curso de enfermagem até os indígenas. Isso é romper “bolhas”. E relembrou outro fato histórico marcante “recordamos aqui, que na pandemia, a enfermagem esteve à frente da vacinação, da testagem e aplicação de questionário em 122 municípios que serviu de forma essencial para toda a política de bandeiramento no estado. Alunos conheçam a história do curso e a história do avanço da Universidade do Estado”, disse.

O evento contou ainda com a apresentação do primeiro de uma série de vídeos produzidos pela Assessoria de Comunicação da Uepa e a exposição da imagem do novo estandarte do curso de enfermagem selecionado após edital organizado pelo Centro Acadêmico e a coordenação do curso. A universitária Bruna Garcia de Moraes foi a autora da arte escolhida. No decorrer do ano, a programação contará com lançamento de livro digital (e-book); oficinas; Corrida para o Abraço à EEMB; e ações de extensão como Enfermagem nas Praias e no Trânsito, entre outros.

Na sexta-feira, 17, o evento começa a partir das 9h e contará com a mesa redonda “Transformando a Enfermagem: a Confluência do Empreendedorismo e da Sustentabilidade” e às 14h30 a palestra  “Uma Jornada pela História da Enfermagem no Brasil e a Ascensão da Enfermagem Moderna”. A programação finaliza com uma sessão de homenagens para as personalidades que influenciaram a trajetória da Escola de Enfermagem, a partir das 17h. 

A programação comemorativa se estenderá durante o ano todo e o Campus IV fica na avenida  José Bonifácio, nº 1289, bairro do Guamá, em Belém.

Texto de Diane Maués / Ascom Uepa

Fonte: Agência Pará/Foto: Nayala Thiely/Ascom UEPA

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo