segunda-feira, julho 22, 2024
Desde 1876

EETEPA de Santarém promoveu evento voltado para a atuação feminina no campo da ciência e tecnologia

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), por meio da Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (EETEPA) Francisco Coimbra Lobato, do município de Santarém, promoveu o evento “Like a girl: faça ciência como uma garota”, voltado para o campo de ciência e tecnologia. Realizado entre os dias 20 a 22 de fevereiro, a iniciativa foi em alusão ao “Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência”, celebrado no dia 11 de fevereiro.

Com o objetivo de aproximar e incentivar os alunos para a temática, coordenadores e educadores da EETEPA realizaram oficinas de Biotecnologia aplicada à genética, como a extração de DNA humano, processamento e extração de óleos de origem vegetal, confecção e lançamento de foguetes, bem como introdução à robótica com Lego Education e instrumentos de contagem: conte como uma garota, e diversos diálogos sobre ciência e tecnologia.

A mesa de abertura e diálogos contou com a presença das professoras Kelly Castro, Silvana Takanashi e da engenheira civil Patrícia, que introduziram as temáticas e metodologias abordadas ao longo do evento.

“A EETEPA realiza, desde o ano passado, este evento como uma forma de sensibilizar meninos e meninas sobre a importância da mulher na sociedade e, neste caso em especial, na área das ciências. Nossas coordenadoras dos laboratórios, as professoras Girlane Freire, Rosiany Riker e Sarah Batalha são todas mulheres das ciências que realizaram parceria com a Ufopa através do Projeto Pérolas Digitais e Laboratório de Aplicações Matemáticas (LAPMAT). Trabalhamos uma roda de conversa na abertura com mulheres falando sobre suas áreas de conhecimento, barreiras e vitórias, e durante outros dois dias foram realizadas oficinas. Poderíamos realizar um evento tendo como público-alvo somente as menina, mas queríamos que os nossos meninos também entendam, respeitem e nos ajudem a incentivar as meninas a estudarem cada vez mais para que o futuro delas seja tão brilhante quanto elas merecem”, enfatizou a diretora da Escola Técnica, Juliana da Ponte Santos.

A organização do evento iniciou em novembro de 2023, pelas coordenadora Sarah Batalha, Rosiany Marla Riker e Girlane Freire, dos laboratórios de Química, Física e Biologia, respectivamente, após parceria efetivada com o grupo de extensão Pérolas Digital, da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), que enfatiza a atuação de mulheres dentro do campo da ciência. 

Para a professora Sarah Batalha, o projeto se torna um incentivador para os jovens buscarem seu espaço dentro da área acadêmica e profissional. ”Considero que mais do que apontar as dificuldades que as mulheres encontram em áreas historicamente dominadas por homens, o evento mostra para meninas e meninos em idade escolar, a importância de ter espaço e direitos de escolha sobre sua vida e futuro profissional, independente do gênero”, afirma. 

O projeto contou com a participação de 460 alunos inscritos na programação geral e 362 alunos participantes nas oficinas.

Colaboração: Carla Couto e Raphaela Costa – Ascom/Sectet

Fonte: Agência Pará/Foto: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo