quinta-feira, maio 30, 2024
Desde 1876

1° paciente a receber rim de porco via transplante tem alta médica

Primeiro paciente a receber um rim de porco geneticamente modificado, Richard Slayman teve alta médica e deixou o Massachusetts General Hospital, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (3). Por meio das redes sociais, o homem de 62 anos afirmou que há muito tempo não se sentia tão saudável e que considera estar vivendo uma das fases mais felizes de sua vida.

 Este momento, sair do hospital hoje com um dos atestados de saúde mais limpos que já tive em muito tempo, é um momento que eu gostaria que chegasse por muitos anos. Agora é uma realidade e um dos momentos mais felizes da minha vida. (…) Estou entusiasmado por voltar a passar tempo com a minha família, amigos e entes queridos, livre do fardo da diálise que afetou a minha qualidade de vida durante muitos anos. Por fim, quero agradecer a todos que viram minha história e enviaram votos de boa sorte – destacou o paciente, conforme nota do hospital.

Slayman foi diagnosticado com doença renal em estágio terminal, e chegou a receber o rim de outro ser humano, em 2018. Entretanto, ele teve que voltar a passar por diálise após o órgão começar a falhar em 2023.

Para que o xenotransplante – isso é, o transplante entre diferentes espécies – fosse possível, o rim de porco teve 69 genomas alterados. No processo, realizado em parceria com a empresa eGenesis, foram removidos os genes que ofereciam risco ao corpo humano e que poderiam ser rejeitados pelo sistema imunológico do paciente.

Além disso, os retrovírus endógenos presentes presentes no órgão foram inativados pelos cientistas, a fim de diminuir os riscos de infecções.

Médico responsável pela cirurgia inédita, o brasileiro Leonardo Riella relata que trabalhou durante meses para que o transplante fosse bem-sucedido.

– Vê-lo [o paciente] saindo do hospital, e ele poder ir para casa com o rim funcionando, foi uma emoção muito grande – contou ao jornal O Globo.

Na avaliação do profissional de saúde, o xenotransplante “representa uma solução promissora para a crise de escassez de órgãos”. No Brasil, há 30 mil pessoas aguardando por um transplante de rim, enquanto nos Estados Unidos, país onde Slayman reside, a fila de espera acumula 100 mil pacientes.

Fonte: Pleno News/ Foto: Divulgação / Massachusetts General Hospital

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo