sábado, julho 20, 2024
Desde 1876

Secretaria de Justiça realiza mais de 1.700 atendimentos na região do Marajó

Durante o mês de maio, a Secretaria de Justiça do Pará (Seju) realizou mais de 1.700 atendimentos nos municípios de Anajás, Breves, Gurupá e Melgaço, na região do Marajó. Entre os serviços oferecidos estavam a emissão da carteira de identidade, registro civil e cadastro na plataforma Gov.br, que permite acesso a documentos como carteira de trabalho digital e seguro social.

O secretário de Justiça, Evandro Garla, destacou a importância da ação, ressaltando a missão da secretaria em promover o acesso à justiça social em todo o Estado. “Isso inclui ir a locais cujo acesso depende majoritariamente dos rios, como é o caso de comunidades ribeirinhas na região do Marajó, para disponibilizar serviços de cidadania e orientação sobre benefícios sociais”, afirmou.

Uma das moradoras beneficiadas com os serviços foi Benedita Lobato, de Breves, que comemorou a oportunidade de obter documentos essenciais perto de casa. “Sou moradora da comunidade do rio Tamucuri e fui solicitar a segunda via da identidade do meu filho. Graças a Deus consegui tirar no mesmo dia, além de fazer a solicitação da segunda via da minha certidão de nascimento. É a primeira vez que uma ação desse tipo acontece aqui”, declarou.

Já Maria José Lobato, de Melgaço, identificou um problema em seu registro que impactava diretamente em sua saúde. “Estou tratando de uma doença e tenho que me deslocar daqui para Belém para uma consulta. Com essa ação em Melgaço, vim saber por que minha identidade estava inválida para cadastro, descobri que é no meu registro de nascimento que está o erro e me orientaram sobre o que fazer. Essa ajuda é importante demais para nós”, afirmou, destacando também a gratuidade dos serviços disponibilizados para a população. 

A coordenadora do Núcleo de Justiça de Breves, Ruth Lima, enfatiza a importância do trabalho realizado diante das dificuldades para levar serviços de cidadania até as comunidades mais distantes. “Para chegar até determinados lugares são quatro, seis, até oito horas de lancha. Por isso nós temos uma responsabilidade muito grande de servir e promover inclusão social, principalmente em favor da população de baixa renda”, afirma. 

Fonte: Agência Pará/Foto: Bruno Matos/Seju

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo