segunda-feira, junho 17, 2024
Desde 1876

Comunidades de Oriximiná celebram soltura de quelônios nos rios da região

No Lago Sapucuá, localizado no município de Oriximiná, os moradores da Comunidade Casinha estão em festa após mais um ciclo bem-sucedido do Projeto Pé-de-Pincha, que possibilitou a soltura de milhares de quelônios nos rios da região. Desde 1999, a parceria entre o Programa de Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), com o apoio da Mineração Rio do Norte (MRN), tem se destacado como um exemplo de conservação de quelônios em 31 comunidades dos municípios de Oriximiná e Terra Santa, na região Oeste do Pará.

Em 2023, mais de 86 mil filhotes de tartarugas-da-Amazônia, tracajás e pitiús foram devolvidos à natureza, garantindo não apenas a continuidade da espécie, mas também o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos locais. “O projeto foi pensado para trabalhar justamente a conservação dos quelônios de forma participativa, por meio da capacitação dos comunitários em técnicas de proteção de ninhos e de filhotes e a devolução desses filhotes para a natureza, para que possam ser recuperadas as populações naturais”, explicou Paulo César Andrade, professor da UFAM e coordenador-geral do Projeto Pé-de-Pincha.

A participação da comunidade é fundamental para o sucesso da iniciativa. Lourenço Amaral é um dos voluntários do projeto e integra as atividades desde 2016. “O Pé-de-Pincha ajuda na preservação dos quelônios e dos lagos como um todo. É uma preservação contínua. Já demonstra muita melhoria na conservação da biodiversidade. Espero que nós possamos ter mais pessoas trabalhando no projeto para que a gente cresça cada vez mais com a soltura, com a condução dos ovos para a chocadeira. Nisso tudo a comunidade pode ajudar”, garantiu.

Antônio Joaquim da Costa participa das atividades há 24 anos e, atualmente, ajuda na coordenação do Pé-de-Pincha. Ele compartilha sua gratidão pela oportunidade de contribuir com o projeto. “As ações são muito boas e eu me sinto muito feliz de estar na coordenação desse projeto e de ter a parceria da MRN porque ela é quem dá suporte para que o trabalho continue”, destacou.

Para a analista de Relações Comunitárias da MRN, Genilda Cunha, o sucesso do Pé-de-Pincha nos municípios de Terra Santa e Oriximiná reforça a importância da colaboração entre comunidades locais, instituições de pesquisa e a empresa na conservação ambiental na região Oeste do Pará. “Essa parceria protege os quelônios que são soltos na natureza e promove o equilíbrio ecológico que tanto buscamos. É com grande orgulho que a MRN participa dessa atividade, sempre contribuindo para o desenvolvimento sustentável da região”, declarou.

Imagens: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo