segunda-feira, julho 22, 2024
Desde 1876

Nikolas enfrenta ataques durante reunião da Comissão de Educação

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) enfrentou uma série de ataques de deputados de esquerda que não concordam que ele ocupe a presidência da Comissão de Educação. A deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS), por exemplo, disse que Nikolas tinha que ter sido cassado por “transfobia”, ao usar uma peruca e fazer um discurso contra mulheres trans.

Além disso, grupos de estudantes estiveram presentes para exigir a revogação do Novo Ensino Médio. Apoiados por deputados de esquerda, os visitantes vaiaram os oposicionistas e aplaudiram discursos de parlamentares como Duda Salabert (PDT-MG) e Professora Luciene Cavalcante (PSOL-SP).

A presença dos movimentos estudantis foi organizada porque, entre as pautas para as próximas reuniões da comissão, está a votação do relatório sobre o Novo Ensino Médio. Para os críticos, a mudança é uma forma de precarizar o ensino público.

Outro ponto que causou conflito entre os deputados foi um pedido de moção de repúdio ao vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) que associou o ensino domiciliar ao racismo. Deputados do partido o defenderam e se colocaram contra a moção de repúdio, criticando o homeschooling.

Imagem: Câmara dos Deputados

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo