segunda-feira, junho 17, 2024
Desde 1876

Seduc, Fasepa e Seel lançam projeto de esporte, arte e lazer para estudantes que cumprem medidas socioeducativas

Para utilizar o esporte, a arte e o lazer como ferramenta socioeducativa, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Coordenadoria de Educação de Jovens e Adultos (Ceja), e em parceria com a undação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), fizeram o lançamento do projeto “Esporte, Arte e Lazer Socioeducativo” para adolescentes socioeducandos. O compromisso foi assinado durante o evento, nesta segunda-feira (1). Esteve presente no evento, representando a Seduc, o presidente da Fundação de Apoio para o Desenvolvimento da Educação Paraense (Fadep), Alexandre Buchacra. 

Segundo o presidente da Fadep, a iniciativa é importante para oferecer um serviço de qualidade em favor da sociedade paraense. “Trata-se de um movimento extremamente importante que é juntar todos os integrantes do Governo que possam contribuir através das suas ações específicas com a socioeducação. É uma atenção voltada para os jovens em condição de vulnerabilidade e que, certamente assistidos, possibilitarão uma ressocialização dos mesmos em benefício da sociedade de um modo geral. É louvável que, através desta junta, em função de esforços, nós possamos oferecer um serviço de qualidade em favor da sociedade paraense”, afirmou Alexandre Buchacra. 

De acordo com a coordenadora de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) da Seduc, Ana Cláudia Neves, o momento marca um passo importante para a garantia de educação dos socioeducandos. “Esse evento marca alusivamente o entrelaçamento entre as instituições que irão promover o projeto de Esporte, Arte e Lazer para os nossos alunos socioeducandos. Hoje, a rede estadual de educação, através da Seduc e Fasepa, tem 72 alunos matriculados, que são cidadãos, crianças e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. É uma preocupação muito importante porque alguns ficam detidos dentro das unidades cumprindo as medidas e ficam o dia todo e, lá, além da escolarização, agora eles vão ter projetos na área do esporte, da arte, do lazer”, disse.

Ainda segundo a coordenadora, Seduc, Fasepa e Seel estão trabalhando em uma força tarefa com funções bem divididas para melhor atender os estudantes. “As três entidades do Estado elaboraram essa força tarefa, para que nós possamos, dentro de cada competência, desenvolver o projeto. A Seel vai entrar com os materiais esportivos, a Seduc vai entrar com os professores que irão ministrar as aulas, desenvolver o projeto, e a Fasepa entra com a infraestrutura, que são as quadras, as piscinas, os espaços. As famílias desses alunos também vão estar sendo orientadas a procurar as Usinas da Paz, para que eles possam também ter garantidos seus direitos na prática da atividade física, do esporte”, explicou a coordenadora da Ceja.

“Todo adolescente gosta do esporte, de arte, de lazer, das brincadeiras. Esse projeto lançado hoje, essa cooperação entre Seduc, Fasepa e Seel, é para apresentar projetos voltados para o esporte e para o lazer na socioeducação, ou para a educação social. O fato de esses meninos estarem na socioeducação, reclusos, não significa dizer que eles não possam praticar esporte, que não possam se divertir, ter o lazer. As unidades socioeducativas têm que funcionar como escolas e nas escolas nós temos um momento de estudar, na sala de aula, temos um momento do esporte e do lazer. Então é somente isso que nós queremos, é que a socioeducação funcione como escola, em todas as áreas”, frisou o 8º promotor de Justiça da Infância e Juventude de Belém, Antônio Lopes Maurício.

Segundo Andrei Miranda, diretor de Atendimento Socioeducativo da Fasepa, o projeto reforça o compromisso com a educação e política socioeducativa. “Sem dúvida nenhuma, esse é um grande momento de avanço que nós temos tido enquanto operadores do sistema socioeducativo no estado do Pará. E é importante fazer esse recorte, em termos de cooperação para fortalecer e melhorar a qualidade da educação ofertada, de oferta de esporte, mas também dentro do mundo pedagógico, dialogando com a Seduc e só vem fortalecer consequentemente ainda mais a política do sistema socioeducativo. É o estado do Pará que se faz presente para fortalecer os sistemas educativos. Isso mostra o comprometimento da Fundação hoje em extrapolar os muros e fortalecer cada vez mais a garantia do direito da cidadania desses jovens e adolescentes que hoje estão custodiados nas nossas unidades”, comentou.

Texto: Fernanda Cavalcante – Ascom/Seduc

Fonte: Agência Pará/Foto: Rai Pontes/Ascom Seduc

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo