terça-feira, maio 28, 2024
Desde 1876

TJD não homologou o primeiro jogo da final do Parazão entre Clube do Remo e Paysandu

O RE-PA do próximo domingo, 14, está mantido, só não se sabe como vão ficar as coisas, posto que, o Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Pará – STJD-PA, atendeu a um pedido do Clube do Remo e anulou o jogo de ida da final do Campeonato Paraense de Futebol Profissional – Parazão 2024, ocorrido no último domingo, 07. Na oportunidade, era o jogo de ida e o Paysandu venceu a partida por 2 a 0, o que forçaria o Remo a igualar o placar para poder disputar o título do Campeonato na cobrança de pênaltis ou ganhar por um ou mais gols de diferença.

A partida de ida, ocorreu no Estádio Olímpico do Pará Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão e o próximo RE-PA deverá ocorrer no mesmo local, a partir das 17h. Inclusive, todos os ingressos já foram comercializados pelas duas entidades esportivas. Qualquer que seja o resultado do jogo, ainda não haverá um campeão definido até que o órgão judicial proceda o julgamento da liminar, que ainda não tem data para ocorrer.

DOS FATOS

No final do jogo do domingo passado, já era dada como certa a ida do Clube do Remo para o STJD. Assim, na última terça-feira, 09, aconteceu o que já era previsto. O Remo pediu o cancelamento do resultado do primeiro RE-PA da final do Parazão. O departamento jurídico azulino encaminhou ao Tribunal de Justiça Desportiva do Pará o pedido do áudio completo do árbitro de vídeo (VAR), e por conta disso, a não homologação do resultado da partida.

Antes, a Federação Paraense de Futebol – FPF) negou o pedido do Remo de entrega da gravação do VAR do clássico. Ricardo Gluck Paul, presidente azulino, assinou documento afirmando a atitude. A partida terminou com vitória bicolor e muita reclamação dos azulinos. O Leão Azul teve dois jogadores expulsos e acusa a arbitragem, na segunda expulsão. O Paysandu, inclusive assinalou gol logo em seguida. A diretoria do Remo também reclama de expulsões não dadas ao Paysandu.

Assim, o jogo foi marcado por três expulsões e desentendimentos no fim da disputa. Os jogadores Nathan e Paulinho Curuá, do Remo, e Leandro Vilela, do Paysandu, foram expulsos. A última expulsão veio após Leandro Vilela dar um carrinho em Raimar.

A reportagem de A PROVÍNCIA DO PARÁ entrou em contato com a diretoria bicolor em busca de maiores informações sobre os procedimentos a serem adotados, mas, até fechamento desta matéria, não obteve respostas.

Imagem: Samara Miranda/Agência Remo

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo