terça-feira, maio 28, 2024
Desde 1876

Elon Musk chama Moraes de ditador: “Ele tem Lula na coleira”

Na noite desta segunda-feira (8), o bilionário Elon Musk criticou o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele afirmou que o magistrado tem Lula (PT) “na coleira”.

– Como Alexandre de Moraes se tornou o ditador do Brasil? Ele tem Lula na coleira – escreveu Musk na rede social X.

O comentário ganhou resposta do deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG), que pediu para Elon contar mais sobre o caso.

EMBATE
Musk e Moraes travaram um embate que culminou na inclusão do bilionário no inquérito das milícias digitais, que tramita no STF. O “confronto” começou na madrugada do último sábado (6), quando Musk questionou o ministro sobre a necessidade “de tanta censura no Brasil”.

– Por que você está determinando tanta censura no Brasil? – indagou Musk em uma publicação feita por Moraes em janeiro, na rede social X, na qual o ministro do STF parabenizava Ricardo Lewandowski pelo novo cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública.

Horas depois, em uma série de publicações na plataforma, o empresário disse que iria restaurar as contas banidas por decisões do ministro, ainda que isso levasse o X a deixar sua representação no Brasil e a perder receitas.

– Estamos levantando todas as restrições. Este juiz aplicou multas pesadas, ameaçou prender nossos funcionários e cortou o acesso ao X no Brasil. As restrições de conteúdo no Brasil foram removidas – afirmou.

No início da tarde deste domingo (7), Musk foi ainda mais incisivo no embate contra o ministro e afirmou que o X publicaria tudo o que já tinha sido exigido pelo magistrado e “como essas solicitações violam a legislação brasileira”.

– Este juiz traiu descaradamente e repetidamente a constituição e o povo do Brasil. Ele deveria renunciar ou sofrer impeachment. Vergonha, Alexandre de Moraes, vergonha – afirmou.

Depois das manifestações de Musk, Alexandre de Moraes incluiu, também neste domingo, o dono da rede social X como investigado no inquérito das milícias digitais pelo que chamou de “dolosa instrumentalização” da plataforma.

O magistrado também determinou a abertura de outro inquérito para investigar o bilionário por suposta obstrução de justiça “inclusive em organização criminosa e incitação ao crime”.

Moraes ordenou que a rede social X não venha a “desobedecer qualquer ordem judicial já emanada” pela Justiça do Brasil, mencionando a reativação de perfis que estão bloqueados na plataforma por determinação do STF ou do TSE. Caso haja descumprimento, foi estabelecida uma multa diária por perfil no valor de R$ 100 mil.

Fonte: Pleno News/Foto: SHAWN THEW/EFE/EFEVISUAL

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo