segunda-feira, abril 22, 2024
Desde 1876

Força-tarefa da Polícia Civil prende três investigados por homicídio, roubo e tráfico

A Polícia Civil do Pará deflagrou nesta quinta-feira (14), uma força tarefa para dar cumprimento a diversos mandados de prisão e busca e apreensão referentes a investigação de homicídios, roubos e tráfico de drogas na Região Metropolitana de Belém. A ação, coordenada pela Divisão de Homicídios (DH), contou com atuação de equipes do Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e agentes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE). Armas, celulares e entorpecentes foram apreendidos.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, bem como efetuado a prisão de três investigados, todos vinculados à prática de crimes de homicídio, incluindo de agentes públicos. Durante a ação um dos suspeitos também foi preso em flagrante por estar de posse de arma de fogo de uso restrito, entorpecentes e documento falso.

Segundo o delegado Fernando Rocha, diretor da DH, a operação faz parte do planejamento operacional e diretriz estabelecida pela Diretoria de Polícia Especializada (DPE). “Nosso objetivo é intensificar as investigações e promover o reforço operacional em prisões de envolvidos na prática de homicídios, roubo, tráfico de drogas e outros delitos”, destacou.

Para o delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Walter Resende, a ação é de grande impacto para a segurança pública na Região Metropolitana de Belém. “Essas prisões, que retiram de circulação criminosos de alta periculosidade, é uma resposta importante para a redução da violência nessas regiões. Além de demonstrar que crimes contra agentes públicos não ficarão impunes”, ressaltou.

Desdobramento das prisões 

O primeiro alvo das prisões era procurado pela Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos – DHAP por envolvimento na morte de um Policial Penal ocorrido em 17 de setembro de 2020, no conjunto Eduardo Angelin. Ele também era foragido da Justiça, procurado por diversos crimes de homicídio contra outros agentes da segurança pública, além de ser identificado como integrante de uma facção criminosa que atuava no distrito de Icoaraci. 

Contra ele havia cinco mandados de prisão em aberto. Durante a prisão, o homem tentou fugir, mas foi capturado. Com o homem foram apreendidas uma arma de fogo, munições, entorpecentes e documentos falsos.

Já o segundo alvo era procurado pelo crime de homicídio qualificado, ocorrido em 25 de novembro de 2022, no bairro da Cremação, em Belém. De acordo com as investigações, a vítima que foi encontrada morta na própria residência, mantinha um relacionamento com o homem. Perícias comprovaram a autoria do investigado. Ele também já havia sido indiciado anteriormente pelo crime de estupro de vulnerável, em maio de 2021.

O terceiro mandado de prisão foi cumprido contra um homem investigado pela Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos – DHAP, por envolvimento em uma tentativa de homicídio de um Policial Militar, em 30 de novembro de 2022. A ação criminosa resultou na morte de quatro pessoas, no bairro de Icoaraci. O homem, que também é integrante de uma facção criminosa e identificado por participação em diversos crimes contra agentes e ex-agentes de segurança pública, já estava custodiado no sistema penitenciário, em razão de outro crime de homicídio.

Fonte: Agência Pará/Foto: Divulgação PCPA

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo