quarta-feira, maio 29, 2024
Desde 1876

Ideflor-Bio promove curso para fortalecer qualidade da experiência e segurança no turismo de aventura

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio) promoveu no município de São Geraldo do Araguaia, no sudeste paraense, o curso “Qualidade da Experiência e Segurança no Turismo de Aventura”. O evento realizado de 16 a 18 de abril, teve como objetivo capacitar guias, condutores de trilha, agências de turismo, prestadores de serviços turísticos e servidores públicos.

Durante os três dias de curso, os módulos abordaram temas como gestão de riscos em atividades de aventura, primeiros socorros em áreas remotas, interpretação ambiental e educação para a sustentabilidade. A programação foi estruturada para oferecer uma visão abrangente e integrada dos desafios e oportunidades do turismo de aventura nessa região do estado, que é rica em cultura e belezas naturais.

Com uma abordagem prática e interativa, os participantes puderam compartilhar experiências e discutir casos reais, fortalecendo a troca de conhecimentos e o networking entre os profissionais do setor. A interação constante entre os participantes e os instrutores, Evandro Schütz e Pollyana Pugas, foi um dos pontos altos do curso.

EXPERTISE

Schütz é empresário, educador ao ar livre e ex-presidente e atual gerente técnico da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta). Ele também é consultor especializado na implementação de Sistemas de Gestão de Segurança para Turismo de Natureza, trazendo sua vasta experiência para enriquecer a formação.

Já Pollyana Pugas é especialista em ecoturismo e natureza. Além de consultora e auditora em implementação de Sistemas de Gestão de Segurança para Turismo de Natureza, Pollyana é professora do curso de pós-graduação Internacional em Ecoturismo na Universidade Nacional de Brasília (UNB) e ex-vice-presidente da Abeta.

O curso também contou com a participação de Júlio Meyer, gerente da Região Administrativa de Belém. Meyer tem expertise na estruturação de trilhas, além de ser responsável por quatro Unidades de Conservação (UCs) na Grande Belém. Ele compartilhou relatos e sugestões valiosas para aperfeiçoar o ecoturismo nas UCs da região sudeste paraense, enriquecendo ainda mais a formação dos participantes.

PROGRAMAÇÃO

O próximo destino do curso será o município de Soure, no Arquipélago do Marajó, de 23 a 25 de abril. Posteriormente, a formação será realizada na Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Combu, em Belém, no dia 27 de abril, e em Monte Alegre, na região oeste paraense, de 30 de abril a 02 de maio. A expectativa é que essas próximas etapas ampliem ainda mais o alcance e o impacto da iniciativa.

A gerente da Região Administrativa do Araguaia, Laís Mercedes, acredita que essa iniciativa demonstra o compromisso do Instituto em promover um turismo de aventura responsável, seguro e de qualidade, alinhado às melhores práticas e aos padrões internacionais. “A capacitação dos profissionais que atuam no Parque Estadual da Serra dos Martírios/Andorinhas foi fundamental para garantir experiências memoráveis e sustentáveis aos visitantes desta e de outras áreas protegidas do Pará”, afirmou.

Imagem: Agência Pará de Notícias

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo