quarta-feira, maio 29, 2024
Desde 1876

Netanyahu promete aumentar a pressão sobre o Hamas em mensagem de páscoa dos judeus

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse ontem, domingo, 21, que nos próximos dias seu país aumentará a “pressão política e militar sobre o Hamas” para garantir a libertação dos 133 reféns israelenses ainda retidos na Faixa de Gaza.

“Em vez de abandonar suas posições extremistas, o Hamas está se beneficiando de nossas divisões e se sente encorajado pelas pressões exercidas contra o governo israelense. Portanto, nós lhe daremos golpes dolorosos e isso acontecerá em breve”, disse o premiê em uma mensagem de Pessach, a Páscoa judaica.

Netanyahu culpou novamente o grupo islâmico por rejeitar todas as propostas para um cessar-fogo na Faixa de Gaza que permitiria uma troca de reféns israelenses por prisioneiros palestinos, apesar de o Hamas estar pedindo há meses um cessar-fogo “final” como pré-requisito, algo ao que Netanyahu se opõe.

As exigências do Hamas nas negociações não mudaram: o fim da ofensiva, a retirada das tropas de Gaza, o retorno das pessoas deslocadas do norte para suas casas e a entrada de ajuda humanitária suficiente para reconstruir o enclave.

A mensagem de Netanyahu chega no momento em que continuam a crescer as expectativas sobre a possível ofensiva militar de Israel em Rafah, aprovada pelo primeiro-ministro há mais de um mês, mas que tem a oposição da maior parte da comunidade internacional, incluindo os Estados Unidos, o principal aliado militar de Israel.

O primeiro-ministro também enviou um aviso a Washington, depois que o portal americano “Axios” publicou nas últimas horas que o Departamento de Estado planeja sancionar o batalhão ultraortodoxo do Exército israelense, Netzah Yehuda, por possíveis violações dos direitos humanos na Cisjordânia ocupada.

“Lutarei ferozmente para defender as Forças de Defesa de Israel, nosso Exército e nossos militares. Se alguém achar que pode impor sanções a uma unidade do Exército, eu lutarei com todas as minhas forças”, disse Netanyahu.

Imagem: Reprodução/EFE

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo