quarta-feira, julho 24, 2024
Desde 1876

Educação infantil: Começa formação do Programa de Leitura e Escrita para professores da região de várzea, em Santarém

A Prefeitura de Santarém, por meio da secretaria municipal de Educação (Semed) iniciou anteontem, terça-feira, 02, no auditório da Escola de Artes Emir Bemerguy a segunda etapa do Programa de Leitura e Escrita na Educação Infantil (LEEI-Pará).

O programa faz parte do Compromisso Nacional da Criança Alfabetizada e marca o início da Formação Continuada para professores e professoras da educação infantil (pré-escola) começando pela região de várzea de Santarém, com foco na oralidade, leitura e escrita na educação infantil, conforme Decreto Federal nº 11.5556, de 12 de junho de 2023. A abertura contou com a presença das formadoras municipais Jeyse Sunaya e Gerusa Vidal, da Articuladora Municipal do LEEI, Professora Jessica Ninas, e do coordenador do Núcleo de Rios da Semed, Professor Nilton Araújo.

Na busca por melhorias no ensino brasileiro, o Ministério da Educação, em parceria com universidades públicas, lançou o Programa de Formação LEEI executado em regime de colaboração entre entes federados, municípios, estados e governo federal. No Pará, a Universidade Federal do Pará (UFPA), em parceria com a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) uniram forças nesse grande desafio e nessa proposta que é trabalhar a leitura escrita numa nova perspectiva.

Para Jeyse Sunaya Vasconcelos, integrante da equipe de formação, o programa tem como proposta ressignificar a prática docente.

“O programa LEEI enquanto Política Pública de Formação Continuada no município de Santarém vem contemplar os professores regentes de turmas de educação infantil formadas por crianças de 4 a 5 anos de idade que atuam na rede pública municipal. O programa tem como proposta ressignificar a prática docente quanto ao processo de apropriação das crianças em idade pré-escolar, à leitura e escrita, considerando os eixos estruturantes do Currículo na Educação Infantil – as interações e brincadeiras”.

Essa primeira etapa, iniciada hoje, prevê a formação, no município, de todos os 608 professores da educação infantil que atendem crianças de 4 e 5 anos (pré-escola). Estão previstas atividades presenciais e online, planejadas, orientadas e realizadas por formadores estaduais e municipaisque executam as atividades junto aos cursistas. Fazem parte da equipe de formadores municipais do polo Santarém 18 integrantes, são eles:

1. Patrícia Freitas do Nascimento

2. Heloisa Helena Martins Sousa

3. Ana Selma Martins Teixeira

4. Rosangela Lima Cruz

5. Ana Raquel da Silva Maciel Modesto

6. Zildenice Francisca dos Anjos Barreto

7. Paula Jaqueline Gonçalves Moura

8. Claudiléia Pereira Galvão

9. Celiane Garcia Paz Lira

10. Alyne Fernandes Rodrigues

11. Odavilma Calado Pompermaier

12.  Eriane Oliveira Sousa

13. Vânia Barroso Quaresma

14. Gerusa Vidal Ferreira Pantoja

15. Jeyse Sunaya

16. Márcio Guimarães

17. Rosana Lopes

18. Lourdes Sousa

“O programa destaca a importância de reconhecer e valorizar as culturas infantis, concebendo a linguagem e escrita como instrumento simbólico poderoso que nos permite não apenas nos comunicarmos uns com os outros, mas que transforma nossa forma de estar no mundo. Portanto, é um direito das crianças de 0 a 6 anos terem acesso a esse mundo encantado da comunicação falada e escrita. Assim o principalobjetivo do Programa é formar professores e professoras da Educação Infantil para que possam desenvolver, com qualidade, o trabalho com as linguagens oral e escrita, na pré-escolas”, destacou a assessora para Assuntos Educacionais da Semed e uma das formadoras do programa, Gerusa Vidal.

Gerusa, também, explicou que com a formação dos professores o programa já passa a ser implementado na rede municipal de ensino de Santarém já que o foco é o professor.

“Na verdade, ele já está sendo implementado, porque o programa é voltado para a formação dos professores. Então, a partir do momento que a gente faz essa primeira formação, o programa já está sendo executado. A partir dessa primeira formação o professor já vai ter condições de voltar, refletir sobre suas práticas. Depois, tem o processo de monitoramento que a gente vai fazer. Além das formações, a gente vai acompanhar a execução dessa nova estratégia do programa. Ele [professor] já vai para a sua escola e já vai colocar em prática tudo que ele aprendeu nesses primeiros momentos aqui com a gente”, completou.

Ainda de acordo com a professora Gerusa, o programa traz uma metodologia diferenciada e uma concepção, também, diferenciada do processo de aquisição dos mecanismos que a criança vai ter para compreender o processo de leitura e escrita. Segundo ela, o professor vai receber formação para poder compreender como é que se dá o processo de internalização e compreensão do mundo da leitura e da escrita na sociedade.

Imagens: Agência Santarém

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo