quarta-feira, abril 24, 2024
Desde 1876

Presidente do PL remove condenado pela morte de Chico Mendes do comando do partido no interior do Pará

Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PL, optou por remover Darci Alves Pereira, condenado pela morte de Chico Mendes, do cargo de presidência em um diretório no interior do Pará. Pereira, conhecido como pastor Daniel, vinha desempenhando a função desde 2023, tendo sido formalmente empossado em janeiro. A notícia veio à tona na terça-feira (27), provocando uma reação negativa para o partido, que já enfrenta uma crise e processos judiciais relacionados a acusações de golpe no país.

O pastor Daniel foi condenado em 1990, juntamente com seu pai, Darly Alves, pelo assassinato do ambientalista. Em suas redes sociais, há publicações com fotos ao lado de Jair Bolsonaro (PL), quando este ainda ocupava a presidência da República, durante uma visita a Brasília. Além disso, existem imagens de Darci e seus amigos de partido vestidos com as cores verde e amarelo, acompanhadas por diversas mensagens em que ele se declara patriota.

Em nota divulgada na noite de ontem, terça-feira, 27, Valdemar afirma, porém, que “não tinha conhecimento de que Darci Alves Pereira, que assumiu recentemente a presidência do PL de Medicilândia, no interior do Pará, é o mesmo indivíduo acusado do assassinato do ambientalista Chico Mendes”.

AGRADECIMENTO

“Diante dessas circunstâncias, recomendei ao presidente da estadual do PL do Pará, deputado Éder Mauro, a imediata destituição de Derci Alves Pereira do cargo, conhecido atualmente como Pastor Daniel”.

Imagem: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,600SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Governo do Estado
banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo