sexta-feira, junho 14, 2024
Desde 1876

Mais de oitenta municípios paraenses não registram crimes violentos letais há mais de 30 dias

Dos 144 municípios paraenses, 81 não registram Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), como homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte há mais de 30 dias. Os dados foram divulgados na quinta-feira, 16, pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac). Os números foram avaliados no período de 31 de janeiro de 2021 a 12 de maio de 2024.

Entre os municípios, os destaque estão na Região de Integração do Tocantins: Limoeiro do Ajuru, Baião, Igarapé-Miri, Abaetetuba e Mocajuba estão, respectivamente, há 595, 91, 90, 43 e 35 dias sem nenhum registro de CVLI. Outros municípios nas Regiões de Integração do Baixo Amazonas, Marajó, Caeté e Guamá chegam a ultrapassar 500 dias sem casos computados de crimes violentos letais, como: Faro (1.197 dias), Curuá (1.010 dias), Magalhães Barata (963 dias), Quatipuru (740 dias), Muaná (718 dias) e São João da Ponta (675 dias).

Segundo Luciano de Oliveira, secretário de Segurança Pública e Defesa Social em exercício, o Pará segue com ações intensificadas para garantir a redução da criminalidade violenta, inclusive por meio da análise de dados criminais feita pelas agências de inteligência que subsidiam os órgãos do Sistema de Segurança para a execução de operações estratégicas.

“Os dados positivos são reflexo das ações implementadas e reajustadas mês a mês, para uma atuação não apenas repressiva, mas também preventiva, além da eficiência e celeridade nas elucidações dos casos, com uma pronta resposta para a sociedade e ainda, a implantação do projeto Segurança por Todo o Pará, que está em sua terceira fase e que visa o controle e a operacionalidade das ações de segurança de forma ostensiva e estratégica por todo o Estado. Além das capacitações e investimentos que vêm sendo realizados desde 2019 em viaturas, lanchas, aeronaves e equipamentos de ponta para uma melhor atuação das forças de segurança”, pontuou.

Mais municípios sem CVLI – Soure, Peixe-Boi, Santa Cruz do Arari e São Miguel do Guamá, estão respectivamente há 461, 456, 277 e 190 dias sem nenhuma ocorrência registrada de CVLI. Nas Regiões de Integração de Carajás, Araguaia e Xingu, outras cidades paraenses também figuram na lista, entre elas: Palestina do Pará (199 dias), Altamira (147), São Domingos do Araguaia (123), Brejo Grande do Araguaia (116), Bannach (110), Vitória do Xingu (92), Bom Jesus do Tocantins (91), São João do Araguaia (87), São Geraldo do Araguaia (52), Placas (35) e Porto de Moz (33). No total, 81 cidades não registram CVLI há pelo menos 30 dias.

“O trabalho constante e integrado que estamos realizando junto a todo o Sistema de Segurança Estadual, e ainda com órgãos federais e municipais, nos permite atuar de forma coordenada e ter ainda mais êxito em nossas ações. Portanto, podemos dizer que os resultados são obtidos por meio do esforço de todos os órgãos, visto que nosso Estado possui uma área extensa e que mesmo assim conseguimos abraçar a todos garantindo segurança em todo o Pará”, explicou Luciano de Oliveira.

Ações e investimentos – As operações integradas, a aquisição de novas lanchas, entre elas as lanchas blindadas, a nova Base Fluvial Integrada de Segurança, câmeras corporais, totens de Segurança Pública, estão entre as ações e investimentos executados pela Segurança Pública para garantir o enfrentamento à criminalidade em todas as regiões do Estado, o que tem resultado na redução dos índices.

Imagens: Agência Pará de Notícias

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,800SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura
Banpara

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo