domingo, julho 14, 2024
Desde 1876

Moraes ordena monitoramento de Lessa por áudio e vídeo em SP

Em decisão nesta segunda-feira (17), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o ex-policial militar Ronnie Lessa siga sendo monitorado por áudio e vídeo após a transferência para o Complexo Penitenciário de Tremembé (SP). Dessa forma, o assassino confesso da vereadora Marielle Franco (PSOL) terá gravadas suas conversas com família, amigos, colegas de presídio e advogados.

A justificativa do magistrado baseia-se no argumento de que o monitoramento ocorre para a própria segurança de Lessa e para a preservação da ordem interna no presídio.

– Determino à Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo que (…) mantenha sob monitoramento de áudio e vídeo no parlatório e nas áreas comuns, para fins da preservação da ordem interna e da segurança pública o colaborador Ronnie Lessa, e autorizo o monitoramento de suas comunicações verbais e escritas, das celas e nos momentos de visitas de familiares e de atendimento advocatício – assinalou o ministro.

Lessa está preso desde 2019 devido à execução da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Atualmente, ele se encontra na penitenciária federal de Campo Grande (MS), mas será transferido para Tremembé ainda nesta semana.

Autorizada por Moraes, a mudança de presídio foi solicitada pela defesa de Lessa para que seu cliente fique mais próximo da família.

O detento em questão foi o responsável pela delação premiada que apontou os irmãos Chiquinho e Domingos Brazão como os mandantes dos homicídios de Marielle e Anderson, junto do ex-chefe da Polícia Civil do Rio Rivaldo Barbosa.

Fonte: Pleno News/Foto: Reprodução/YouTube Estadão

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo