quarta-feira, julho 24, 2024
Desde 1876

Polícia Civil realiza projeto “Nossa Praia”, em Salinópolis, durante o mês de julho

A Polícia Civil do Pará, por meio da Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (DEMAPA), iniciou na sexta-feira, 5, as atividades de conscientização ambiental na praia do Atalaia, em Salinópolis, por meio do projeto “Nossa Praia”. Foto: Divulgação

“Já pensando na realização da COP 30 em nosso Estado, em novembro de 2025, nossas equipes também têm como foco a conscientização e proteção ambiental. Pensando nisso, o projeto “Nossa Praia” vem de encontro a prevenção de crimes ambientais, além de ação educativa aos brincantes durante este período de intenso movimento em nossas praias e balneários”, pontuou o titular da PCPA, delegado-geral, Walter Resende. 

O projeto é conduzido pelas equipes da ‘Sala Verde’ e Proteção Animal da DEMAPA, em conjunto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Salinópolis. 

Na sexta-feira, 5, foram visitadas 15 barracas na praia com orientações quanto a proibição de garrafas e qualquer vasilhame de vidro, conforme determina a Lei Estadual n° 10831/2024 e o decreto municipal de número 160/2023, além da adequação de resíduos sólidos. 

Durante as rondas, foi detectado que, após uma equipe de fiscalização sair de uma das barracas, a barraca alternativa estaria comercializando bebidas alcoólicas em garrafa de vidro na faixa de areia, então foi feita a apreensão de 10 garrafas long neck e seis garrafas de 600ml não retornáveis, todas de vidro que tinham sido comercializadas pela barraca alternativa e por clientes que as tinham trazido de suas casas.

O material foi apreendido pela SEMMA do município de Salinópolis e foi registrado auto de infração com aplicação de multa. 

O consumo e a comercialização de garrafas de vidro nas praias do Pará estão proibidas desde janeiro por meio da Lei 10831/2024, que passou a ter vigência desde abril deste ano. 

“Nosso objetivo é reprimir os crimes ambientais e também fazer o trabalho de educação ambiental para que as pessoas tenham consciência da utilização do descarte irregular e destinação desses resíduos”, ressaltou o diretor da DEMAPA, delegado Dilermano Tavares.

Fonte: Agência Pará/Foto: Divulgação

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo