sábado, julho 20, 2024
Desde 1876

Mais de 500 papelotes de drogas são apreendidos antes do RexPa válido pela Copa Verde

Com um esquema de segurança reforçado para o jogo entre os clubes do Remo e Paysandu, ontem, quarta-feira, 10, agentes da Polícia Militar apreenderam 508 papelotes de pasta base de cocaína durante ação preventiva no estacionamento do Estádio Olímpico do Pará Jornalista “Edgar Proença”, o Mangueirão. A apreensão foi realizada por uma equipe do Comando de Policiamento da Capital II, horas antes do início da partida.

A apreensão ocorreu após informação repassada pela equipe de segurança da Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho (ao lado do estádio), de que dois homens estavam na área em atitude suspeita. Policiais militares que atuavam no policiamento precursor ao clássico, em rondas no estacionamento após a liberação dos portões para o acesso dos veículos, direcionaram a viatura ao local indicado. Com a aproximação da guarnição para a abordagem, os dois homens conseguiram fugir para uma área de mata ao lado do estacionamento, mas jogaram uma sacola com os entorpecentes, que foram apreendidos.

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, enfatiza a informação de todo o policialmente antes, durante e após o jogo, evitando que delitos, como o tráfico de drogas, possam ocorrer no local. “Sabemos que um forte esquema de segurança vem sendo realizado durante os clássicos, e dessa vez a Polícia Militar conseguiu apreender mais de 500 papelotes de drogas, que provavelmente seriam comercializados para torcedores que iriam chegar para a partida. As ações continuam durante e após o jogo, para coibir qualquer prática criminosa e garantir que o torcedor tenha a paz social garantida”, reitera o secretário.

Para o tenente-coronel Afonso, comandante do Batalhão de Polícia de Eventos, a suspeita é que os entorpecentes seriam vendidos dentro do estádio. “Cada um pegaria um pouco para tentar levar para dentro do estádio. Essa apreensão é uma perda para eles, e assim evitamos com que o ilícito seja comercializado nas arquibancada e redondezas do estádio. A Polícia Militar, junto aos outros órgãos de segurança, está atenta para evitar com que crimes como esse possam ocorrer”, informa o comandante.

Todo o material apreendido foi apresentado na Seccional Urbana de Polícia Civil da Marambaia, de onde seguirá para a perícia.

INTEGRAÇÃO

O reforço nas ações ostensivas e preventivas de policiamento fora do estádio durante e após a partida foi uma das medidas definidas na reunião operacional ocorrida na terça-feira (9), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), em Belém. O planejamento para o clássico também inclui posicionamento estratégico do sistema de segurança pública ao redor do estádio, em vias e pontos estratégicos, além do monitoramento em tempo real pelas câmeras de segurança do Centro de Controle e Comando Operacional do Novo Mangueirão. Mais de 1,4 mil agentes de segurança integram as ações para mais um clássico RexPa, válido pela Copa Verde.

Imagem: Agência Pará

artigos relacionados

PERMANEÇA CONECTADO

0FansLike
0FollowersFollow
21,900SubscribersSubscribe
- PUBLICIDADE-
Prefeitura

Mais recentes

×
Pular para o conteúdo